Gospel Prime

Militantes impedem cristãos de ir à escola na Nigéria

today13 de outubro de 2022 10

Fundo
share close

Segundo os relatos do Presidente Nacional dos Estudantes de Irigwe, as autoridades nigerianas não estão protegendo o direito à educação das pessoas perseguidas no país.

“Mais de 500 estudantes estão fora da escola no condado de Kwall”, disse ele.

Nesse sentido, os funcionário da Irigwe Students, um grupo de pessoas fortemente perseguidas no estado de Plateau, na Nigéria, onde Kwall está localizado, disse que os militantes Fulani têm deslocado estudantes de suas casas e os impedido de ir à escola durante os últimos sete anos.

De acordo com ICC, a mídia e os governos tendem a concentrar a maior parte de sua atenção em organizações terroristas bem organizadas como Boko Haran e o Estado islâmico.

No entanto, as monitorias dos direitos humanos, incluindo a ICC, têm advertido durante anos que a militância Fulani representa uma ameaça muito maior para a população civil e uma ameaça particularmente perigosa para as comunidades cristãs.



Sendo assim, anos de violência sectária na Nigéria colocaram dezenas de milhares de famílias cristãs em ciclos de pobreza que não permitem o luxo de uma educação formal.

Além disso, a falta de segurança também é um problema enfrentado pelos cristãos nigerianos que tentam obter uma educação. Em 2014, Boko Haram raptou 276 meninas, na maioria cristãs, de uma escola em Chibok.

Por fim, quando mais 120 alunos foram sequestrados da escola Batista Belém em Kaduna, as autoridades fecharam treze escolas, na maioria cristãs, em resposta, citando temores de que eles poderiam ter sido o próximo alvo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

atirador-invade-restaurante-no-litoral-de-sp,-mata-duas-pessoas-e-e-preso-apos-fugir-e-fazer-refens-em-pizzaria;-video

G1 Santos

Atirador invade restaurante no litoral de SP, mata duas pessoas e é preso após fugir e fazer reféns em pizzaria; VÍDEO

Crime aconteceu em um restaurante que fica na Avenida Marechal Mallet, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Homem atira contra duas pessoas a queima roupa e tenta fugir em Praia Grande, Duas pessoas morreram após um atirador invadir um restaurante de comida japonesa em Praia Grande, no litoral de São Paulo, na noite desta quarta-feira (14). Segundo testemunhas, o criminoso, primeiro, atirou contra um rapaz que estava na […]

today13 de outubro de 2022 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%