G1 Mundo

Ministro britânico da Defesa pede demissão

today1 de setembro de 2023 6

Fundo
share close

O ministro britânico da Defesa, Ben Wallace, que teve um papel crucial no apoio à Ucrânia após a invasão russa, pediu demissão formalmente nesta quinta-feira (31) e o governo anunciou que será substituído por Grant Shapps, que era o titular da pasta da Energia.

Wallace, 53 anos, havia anunciado no mês passado a intenção de aposentar-se da vida política depois de passar nove anos no governo, quatro deles à frente do ministério da Defesa.

“Fui eleito deputado em 2005 e, depois de tantos anos, é hora de dedicar aos aspectos da vida que tenho negligenciado e explorar novas oportunidades”, escreveu em sua carta de demissão publicada pelo serviço de comunicação do governo.



O gabinete do primeiro-ministro Rishi Sunak anunciou alguns minutos depois a nomeação de Shapps, 54 anos, para a pasta da Defesa.

A imprensa britânica acredita que a mudança é parte de uma reforma ministerial mais profunda que permitiria a Sunak preparar sua candidatura para as eleições gerais de 2024. Porém, tudo indica que as outras mudanças acontecerão no final do ano.

Wallace teve um papel chave no apoio ocidental à Ucrânia desde o início da invasão russa, em fevereiro de 2022.

Candidato ao posto de secretário-geral da Otan, Ben Wallace não conseguiu o apoio dos Estados Unidos e o norueguês Jens Stoltenberg foi reeleito.

Wallace era o ministro da Defesa com mais tempo no cargo desde Winston Churchill.

Era o único ministro à frente de uma pasta de alto escalão que permaneceu no mesmo cargo nos últimos três governos: no de seu aliado Boris Johnson, no efêmero governo de Liz Truss e, por último, na gestão de Sunak.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

dois-carros-bomba-explodem-em-quito;-nao-ha-registro-de-vitimas

G1 Mundo

Dois carros-bomba explodem em Quito; não há registro de vítimas

De acordo com a imprensa local, a principal suspeita da polícia é que os carros-bomba tenham sido detonados por membros do Los Lobos, grupo criminoso que também reivindicou autoria do assassinato de Villavicencio - embora as investigações oficiais ainda não tenham apontado um culpado. Fontes da investigação disseram à agência de notícias EFE que as explosões foram um ato de retaliação do grupo criminoso por conta da transferência do líder […]

today1 de setembro de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%