G1 Santos

Morador faz registro impressionante de inseto que parece uma aranha; VEJA

today20 de maio de 2024 3

Fundo
share close

Um homem fez um registro impressionante de um opilião (ordem Opiliones) em uma cachoeira de São Vicente, no litoral de São Paulo. Segundo apurado pelo g1 com especialistas, apesar de ser um aracnídeo, o animal não é uma aranha e, sim, um ‘parente dela’.

Alexandre Guimarães Morais, de 45 anos, contou que havia acabado de chegar na Cachoeira Paratinga, na Área Continental, quando viu o opilião em uma pedra e decidiu tirar uma foto pelo celular. “Cheguei devagarzinho e ele nem se mexeu. Bateu a luz e a imagem ficou mais nítida”.

Ele trabalha como segurança patrimonial, mas tem como hobby fazer corridas em trilhas de cachoeiras e tirar fotos da natureza (veja outras imagens feitas por ele abaixo). Como está acostumado, Alexandre afirmou à equipe de reportagem que não teve medo do animal.



“O meu medo é cobra […] ou aranha-marrom. Essas de cachoeira, eu não tenho medo não. Eu vou quase todo dia, estou acostumado”, explicou o segurança .

Morador de São Vicente (SP) faz corrida em trilhas — Foto: Arquivo pessoal

Alexandre contou que ficou curioso para saber qual era a espécie do animal e colocou a foto em um grupo nas redes sociais, em que a comunidade identifica serpentes e aracnídeos. A publicação despertou a curiosidade das pessoas, além do que ele esperava.

Nas mais de mil interações, os integrantes comentaram sobre a semelhança com um super-herói: “O Homem-Aranha foi picado por um opilião?”, brincou um internauta. “Se os meus filhos verem um desse, dá a mão para ser picado para ver se vira o Homem-Aranha”, brincou outro.

Conheça o parente da aranha

Apesar de ter a cor do Homem-Aranha, o especialista em aranhas e diretor do Laboratório de Coleções Zoológicas do Butantan, Antonio Brescovit, explicou que o animal é um aracnídeo de um grupo diferente.

“É um parente próximo […] Pertence a outra ordem de Arachnida, os Opiliones”, explicou ele.

O biólogo Daniel Bortone acrescentou que é uma espécie comum no litoral paulista e pode ser encontrada em ambientes de rocha, próximo a cursos de água, como as cachoeiras. “Não é um animal venenoso e não traz nenhum risco para as pessoas”, afirmou o especialista.

Segundo Antonio, a única característica desagradável do opilião é o mecanismo de defesa. O animal exala um forte odor por meio das glândulas de repugnância. Ao g1, Alexandre afirmou que não sentiu nenhum cheiro ruim e o que o surpreendeu foram as patas enormes.

“Ele é pequenininho, mas as patas são grandes. Acho que eram do tamanho da palma da mão”, contou o segurança.

Alexandre Guimarães Morais tem como hobby tirar fotos da natureza durante trilhas para cachoeiras — Foto: Alexandre Morais

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

morte-do-presidente-do-ira:-video-mostra-helicoptero-apos-a-queda

G1 Mundo

Morte do presidente do Irã: vídeo mostra helicóptero após a queda

Ebrahim Raisi voltava do Azerbaijão em viagem oficial para inaugurar uma barragem. Vídeo helicóptero do presidente do Irã após a queda O helicóptero em que viajava o presidente iraniano Ebrahim Raisi sofreu um “pouso forçado” no domingo (19) e não há sobreviventes, informou a TV estatal iraniana. Um vídeo da agência Reuters mostra o momento em que os destroços da aeronave foram encontrados (veja o vídeo acima). VÍDEO: veja o […]

today20 de maio de 2024 17

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%