G1 Santos

Motel é condenado a indenizar cliente que teve o joelho perfurado por prego ao deitar na cama

today11 de fevereiro de 2024 8

Fundo
share close

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) condenou um motel em Santos, no litoral de São Paulo, a pagar uma indenização de R$ 5 mil para um cliente. Conforme apurado pelo g1, neste sábado (10), o hóspede teve o joelho direito perfurado por um prego ao deitar-se na cama do estabelecimento.

Segundo a sentença, obtida pela equipe de reportagem, o cliente relatou à Justiça que o prego perfurou o colchão e atingiu o joelho. Ele foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde passou por exames e precisou tomar uma vacina contra o tétano, um tipo de infecção bacteriana.

Por conta do ferimento, o hóspede precisou ficar cinco dias afastado do trabalho e entrou com uma ação na Justiça contra o motel. Ele pediu o reembolso de R$ 62,85 referente aos gastos com medicamentos e uma indenização de R$ 10 mil por danos morais.



No documento, o estabelecimento afirmou que tem um rigoroso controle de qualidade e nunca registrou um caso parecido em quase 30 anos de funcionamento. A defesa do local alegou que o valor pedido pela vítima era um absurdo, já que os danos causados seriam leves e incapazes de gerar sequelas.

O caso aconteceu em 2022 e o cliente provou o acidente por meio de fotografias. Não há informações se o hóspede estava acompanhado.

Em primeira instância, a Justiça não aceitou os pedidos da vítima, que recorreu a decisão. Quase dois anos após o ocorrido, o desembargador e relator da apelação sobre o caso, Carlos Russo, afirmou que houve falha na prestação de serviço.

“O autor, exposto a desgaste e constrangimento em modalidade de risco, de certa forma inusitada, em ambiente de estrutura hoteleira. No contexto de indesculpável incúria, o dano moral sobrevém perfeitamente caracterizado”, afirmou Russo no documento.

O hotel foi condenado a pagar R$ 5 mil com 1% de juros ao mês a partir da data da citação. Além disso, terá que arcar com as despesas processuais do hóspede, além dos gastos com medicamentos com correção monetária da data do pagamento, em 2022.

O g1 entrou em contato com a Rivieras, mas não teve retorno até a última atualização. As defesas dos envolvidos não atenderam as ligações feitas pela equipe de reportagem.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘nao-olhe-nos-olhos-deles’:-como-foi-minha-visita-a-megaprisao-de-bukele,-simbolo-da-guerra-contra-faccoes-em-el-salvador

G1 Mundo

‘Não olhe nos olhos deles’: como foi minha visita à megaprisão de Bukele, símbolo da guerra contra facções em El Salvador

Estamos no Cecot, o Centro de Confinamento do Terrorismo, uma prisão de segurança máxima construída há apenas um ano pelo governo do presidente Nayib Bukele para membros de “alto escalão” das principais gangues de El Salvador. É um projeto gigantesco construído no meio do nada que, mais do que qualquer coisa, simboliza a controversa política de segurança de Bukele Miguel Sarre, ex-membro do Subcomitê das Nações Unidas para a Prevenção […]

today11 de fevereiro de 2024 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%