G1 Mundo

‘Não tem água, não tem pão’, diz palestina que está na lista de repatriados e espera sair de Gaza por Rafah

today21 de outubro de 2023 9

Fundo
share close

Eles estão na lista de repatriados e aguardam cruzar a fronteira em uma casa alugada pela embaixada.

“Não tem água, não tem comida, não tem pão. Só hoje [sábado] consegui comprar”, ressaltou Noura.

Noura morava na capital paulista na condição de refugiada até o começo deste ano. Ela, o marido e os dois filhos mais velhos nasceram na Palestina. Já o filho mais novo, Mohamed Monir Bader, de 4 anos, é brasileiro.



Em janeiro deste ano, a família decidiu se mudar para o Egito. Mas em fevereiro Noura foi morar na Faixa de Gaza, onde o marido estava trabalhando como motorista até o começo da guerra. Ela não sabe onde vai morar agora.

“Não sei, só [queremos] ficar fora de Gaza. Podemos ir ao Egito ou voltar ao Brasil. Não sei ainda”, disse a palestina ao g1 no dia 13 de outubro.

Noura Bader ao lado de Kobra na frente do mural com o rosto dela em frente à fachada do Museu da Imigração — Foto: Reprodução

Bloqueio na Faixa de Gaza

Palestinos que deixaram suas casas em meio aos ataques israelenses são abrigados em um acampamento administrado pela ONU, em Khan Younis, no sul da Faixa de Gaza, em 20 de outubro de 2023 — Foto: Ibraheem Abu Mustafa/Reuters

“É uma situação terrível a que estamos vendo evoluir na Faixa de Gaza, com alimentos e água escassos e esgotando rapidamente”, disse Brian Lander, vice-chefe de emergências do PMA, à Reuters.

Das mais de 2 milhões de pessoas que moram no território, 340 mil tiveram que sair de suas casas desde o início dos ataques, também segundo a ONU.

Segundo a BBC, o Fundo de População das Nações Unidas (Unfpa) destacou a preocupação com as quase 50 mil grávidas que vivem em Gaza e estão sem acesso a serviços essenciais de saúde ou mesmo água potável. E que 5.500 delas devem dar à luz no mês que vem.

Ajuda humanitária chega em Gaza

Ajuda humanitária chega em Gaza

Cerca de 100 caminhões com mantimentos aguardam na passagem de Rafah, na fronteira com o Egito. No entanto, apenas 20 veículos cruzaram o corredor de ajuda e entraram no território.

A Embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém anunciou que a passagem seria aberta por volta das 10h, pelo horário local — 4h, em Brasília. Pouco depois deste horário, emissoras de TV do Egito começaram a exibir imagens de caminhões atravessando a fronteira.

Após a passagem dos 20 veículos, o corredor voltou a ser fechado.

O que é a passagem de Rafah

Ajuda humanitária — Foto: g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

mais-um-voo-com-repatriados-de-israel-chega-ao-brasil

G1 Mundo

Mais um voo com repatriados de Israel chega ao Brasil

Avião da Força Aérea Brasileira (FAB) trouxe 69 passageiros e 9 pets. Mais um voo com repatriados de Israel chega ao Brasil Mais um voo de repatriação de brasileiros pousou às 10h48 deste sábado (21) na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro. A bordo estavam 69 passageiros e 9 pets. Com essa chegada, já são cerca de 1,2 mil brasileiros resgatados da guerra contra o terror do Hamas. […]

today21 de outubro de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%