G1 Mundo

Navalny esteve perto de ser libertado em troca de prisioneiro russo que estava na Alemanha, diz aliada de opositor russo

today26 de fevereiro de 2024 9

Fundo
share close

Maria Pevchikh afirmou no YouTube que Navalny e dois cidadãos norte-americanos estavam na fila para serem trocados por Vadim Krasikov, um assassino do serviço de segurança russo (FSB) que cumpre pena de prisão perpétua na Alemanha.


Foto de arquivo mostra Alexei Navalny durante protestos em 29 de fevereiro de 2020 — Foto: Pavel Golovkin/AP



Alexei Navalny, que morreu em 16 de fevereiro, estava perto de ser libertado em uma operação de troca de prisioneiros, disse Maria Pevchikh, uma aliada do opositor russo, nesta segunda-feira (26).

Em um vídeo publicado no YouTube, Maria – que alega que as autoridades russas assassinaram Navalny, algo que o país nega – disse que Navalny e dois cidadãos norte-americanos estavam na fila para serem trocados por Vadim Krasikov, um assassino do serviço de segurança russo (FSB) que cumpre pena de prisão perpétua na Alemanha.

O presidente da Rússia Vladimir Putin já disse estar aberto em trocar Krasikov pelo jornalista norte-americano preso na Rússia Evan Gershkovich. O prisioneiro russo ficou conhecido por assassinar o oficial Zelimkhan Khangoshvili — à época, o assassinato desencadeou uma grande disputa diplomática entre a Rússia e a Alemanha.

O governo da Alemanha e da Rússia não se posicionaram sobre a troca de prisioneiros anunciada por Maria até a publicação desta matéria.

Navalny morreu repentinamente aos 47 anos em uma colônia penal do Ártico na semana passada. Assessores e família afirmaram que o governo russo o assassinou. O Kremlin afirma não ter nada a ver com a morte.

Segundo a porta-voz do opositor russo, Kira Yarmysh, o corpo de Alexei Navalny estava escondido para os russos conseguirem sumir com vestígios de um possível assassinato. A família do opositor russo só pode enterrá-lo uma semana depois do anúncio da morte.

Não há confirmações de que o opositor russo foi assassinado.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

primeiro-ministro-palestino-mohammad-shtayyeh-renuncia

G1 Mundo

Primeiro-ministro palestino Mohammad Shtayyeh renuncia

O primeiro-ministro palestino, Mohammad Shtayyeh, renunciou o cargo nesta segunda-feira (26). Ele é integrante da Autoridade Nacional Palestina (ANP), partido formado há 30 anos, que exerce uma governança limitada sobre partes da Cisjordânia ocupada. "Apresentei a demissão ao líder [da ANP, Mahmud Abbas] em 20 de fevereiro e a submeto hoje por escrito", afirmou Shtayyeh, antes de explicar que a decisão acontece "à luz dos fatos relacionados com a agressão […]

today26 de fevereiro de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%