G1 Mundo

Navio que bateu em ponte dos EUA perdeu controle e enviou alerta de ‘mayday’ a autoridades

today26 de março de 2024 5

Fundo
share close

Com a batida, a ponte Francis Scott Key foi derrubada. Duas pessoas foram resgatadas com vida do rio Patapsco, mas ainda há pessoas na água.

Equipes de resgate trabalham no local, e não há informações sobre mortos até a última atualização deste texto. Além de oito trabalhadores que realizavam serviços de manutenção, havia carros trafegando pela via, incluindo uma carreta de grande porte.

Segundo o governador, a tripulação teve tempo de emitir um alerta de “Mayday”, que indica emergência, antes do acidente, dando tempo às autoridades de bloquear parcialmente o tráfego na ponte.



“Somos gratos porque, entre o ‘mayday’ e o colapso da ponte, agentes puderam interromper o fluxo de tráfego. Dessa forma, havia menos carros na ponte”, declarou Moore.

Segundo o FBI e o secretário nacional de Segurança Interna, Alejandro Mayorkas, não há indicativo de ato terrorista no incidente, nem de que ele teria sido intencional. O incidente ocorreu enquanto o navio ainda manobrava para deixar o porto de Baltimore.

Ponte Francis Scott Key, em Baltimore, é destruída após navio colidir com a estrutura — Foto: Harford County MD Fire & EMS/ via Reuters

O navio envolvido no acidente é um porta-contêiner com bandeira de Singapura e tinha como destino o Sri Lanka. Havia 22 pessoas na embarcação, incluindo dois pilotos.

O cargueiro, batizado de Dali, tem 300 metros de comprimento e 48 de largura, de acordo com o site MarineTraffic.

O navio era operado pela empresa Synergy e estava a serviço da companhia dinamarquesa Maersk, de acordo com a CNN. Segundo a operadora, nenhum membro da tripulação ficou ferido na colisão.

Para facilitar o trabalho dos bombeiros, a Autoridade de Transporte de Maryland bloqueou todas as vias na região da ponte Francis Scott Key — uma importante ligação entre dois pontos da cidade, cruzando o Rio Patapsco.

Destroços da ponte Fancis Scott Key caem sobre a proa do porta-contêiner Dali após a colisão do navio contra a estrutura em Baltimore, nos EUA — Foto: Julia Nikhinson/Reuters

O tráfego naval no porto de Baltimore também foi suspenso e não tem previsão para ser retomado. A agência que controla a aviação nos EUA também restringiu o espaço aéreo e pediu para que drones particulares não sobrevoem a região.

O governador de Maryland, Wes Moore, declarou estado de emergência. O secretário de Transporte dos EUA, Pete Buttigieg, disse que está em contato com o governador e com o prefeito de Baltimore, Brandon M. Scott.

Mapa mostra a localização da ponte Francis Scott Key, em Baltimore — Foto: Editoria de arte/g1

Inaugurada em 1977, a ponte tinha quase 3 quilômetros de extensão e quatro pistas, que ficavam cerca de 55 metros acima das águas. A estrutura também contava com uma ponte elevadiça que dava acesso ao porto de Baltimore.

A ponte foi batizada com o nome do autor do poema que deu origem ao hino dos Estados Unidos. Segundo estudiosos, Francis Scott Key escreveu os versos após presenciar o bombardeio do Forte McHenry, em 1814, na região de Baltimore.

Imagem de arquivo mostra navio cargueiro passando por baixo da ponte Francis Scott Key, em Baltimore — Foto: Brendan Smialowski / AFP

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

abstencao-dos-eua-em-resolucao-da-onu-sobre-cessar-fogo-em-gaza-revela-o-desgaste-profundo-entre-biden-e-netanyahu

G1 Mundo

Abstenção dos EUA em resolução da ONU sobre cessar-fogo em Gaza revela o desgaste profundo entre Biden e Netanyahu

A abstenção dos EUA na resolução aprovada expôs fissuras profundas nas relações entre os dois países e, principalmente, entre seus governantes. Faz tempo que as relações entre Biden e Netanyahu azedaram. Mais especificamente quando o primeiro-ministro assumiu o sexto mandato, em dezembro de 2022, escorado por uma coalizão de extrema direita. Com maioria parlamentar, tentou empurrar goela abaixo dos israelenses uma reforma judicial que o beneficiaria nos processos em que […]

today26 de março de 2024 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%