Gospel Prime

Nicarágua decide enviar 12 padres que estavam presos para exílio em Roma

today24 de outubro de 2023 11

Fundo
share close

A Nicarágua libertou 12 padres católicos e enviou-os para Roma após negociações com o Vaticano. O clero estava detido como prisioneiro político em um país que persegue todos os considerados críticos do regime atual. O governo nicaraguense anunciou na quarta-feira que os padres foram libertados após “conversas produtivas” com o Vaticano e voaram para Roma.

Nesse sentido, o ditador Daniel Ortega afirmou que o movimento demonstrava “a vontade e o compromisso permanentes de encontrar soluções”. Além disso, Matteo Bruni, diretor do escritório de imprensa da Santa Sé, observou que eles seriam acomodados em instalações pertencentes à Diocese de Roma na Itália, de acordo com o Vatican News.

De acordo com Christian Today, o cardeal Leopoldo Brenes, alto funcionário da igreja na Nicarágua, ainda não comentou o desenvolvimento, observou a agência de notícias. Seis dos padres libertados foram detidos neste mês. O Conselho de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos condenou sua prisão e pediu a libertação de todos os prisioneiros políticos na Nicarágua.

Dessa forma, Anna Lee Stangl, chefe de defesa da Christian Solidarity Worldwide (CSW), um grupo de direitos sediado no Reino Unido, disse que a libertação dos padres não deve ser vista como um gesto de boa vontade do governo nicaraguense. Stangl instou a comunidade internacional a responsabilizar Ortega e seu regime por sufocar vozes independentes.

Ademais, ela enfatizou que os padres enfrentaram uma escolha injusta entre prisão ou exílio, e sua cidadania foi revogada em troca de sua liberdade. O bispo Rolando Álvarez, que foi condenado a 26 anos de prisão em fevereiro, não estava entre os libertados. Ele recusou uma oportunidade de estar entre os 222 prisioneiros enviados aos EUA em um acordo feito pelo governo dos EUA.



Após a recusa, Álvarez teve sua cidadania nicaraguense revogada pelo governo. Ele permanece preso na Prisão La Modelo Tititapa. Uma tendência de perseguição começou na Nicarágua após os protestos contra reformas no sistema de previdência social em abril de 2018. Os protestos ocorreram após cerca de uma década de condições econômicas deterioradas no país.

Por fim, os manifestantes, exigiram reformas democráticas e a renúncia de Ortega e sua esposa, vice-presidente Rosario Murillo, à medida que estabeleciam uma ditadura. Nos primeiros dias dos protestos de 2018, Ortega solicitou que a Igreja Católica atuasse como mediadora. Mas sua administração também começou a usar força brutal contra os manifestantes e, posteriormente, contra o clero católico.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

cantor-testemunha-que-foi-chamado-por-deus-apos-quase-morrer-por-overdose

Gospel Prime

Cantor testemunha que foi chamado por Deus após quase morrer por overdose

O artista cristão vencedor do Grammy, Michael W. Smith, compartilhou seu testemunho sobre sua luta com vícios. Ele contou sobre 0 momento em que ele quase perdeu a vida devido a uma quase overdose de drogas. Nesse sentido, durante sua adolescência, enquanto todos os seus colegas estavam envolvidos em coisas ruins, Michael estava estudando a Bíblia e adorando a Deus. Ele atribui a influência em sua jornada a Chuck Smith, […]

today24 de outubro de 2023 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%