G1 Santos

Nota fiscal de salgado ajudou polícia a identificar ‘sniper do tráfico’ e outros envolvidos em morte de PM em SP

today29 de julho de 2023 15

share close

A investigação que levou à identificação de quatro suspeitos de envolvimento na morte do PM Patrick Bastos Reis, em Guarujá, no litoral de São Paulo, começou a partir da nota fiscal de um salgado de uma lanchonete. Segundo o delegado-geral de Polícia, Artur José Dian, o alimento foi comprado por uma mulher que ‘abastecia’ os criminosos na comunidade com comidas e bebidas.

Após a morte de Patrick, que fazia parte da Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota), foi iniciada a ‘Operação Escudo’ nas comunidades da Vila Júlia e Vila Zilda, em Guarujá. A ação é realizada e conta com aproximadamente 600 policiais.

Segundo o delegado, no local onde o policial foi baleado, as equipes encontraram notas fiscais do registro da compra de um salgado. Os policiais foram até uma lanchonete na cidade – de endereço não divulgado. Eles analisaram imagens das câmeras de monitoramento e chegaram uma mulher, que foi presa.



“Conseguimos capturá-la e, através dela, conseguimos a qualificação dos demais. Durante as diligências, outro indivíduo foi preso, que também confessou a participação no delito. Ele estava presente no momento dos disparos contra o policial e apontou um terceiro elemento, que foi quem efetuou os disparos, que também está qualificado e, com certeza, será capturado”, disse Dian.

Secretário de Segurança Pública e autoridades policiais durante a Operação Escudo, em Guarujá — Foto: Polícia Civil

Ainda segundo a Polícia Civil, a mulher presa exercia uma função ‘logística’, comprando alimentação e bebida para os criminosos que ficavam em um ponto elevado na comunidade.

Até agora, quatro envolvidos foram identificados, sendo que dois estão presos. O homem atirou no PM Patrick Bastos Reis ainda não foi localizado. “A gente não vai parar enquanto não pegar os demais”, afirmou Dian.

PM da Rota é morto e outro fica ferido em Guarujá, SP

PM da Rota é morto e outro fica ferido em Guarujá, SP

O secretário de Segurança Pública de São Paulo, Guilherme Derrite, confirmou a morte do policial Patrick Bastos Reis nas redes sociais, por volta das 7h15 desta sexta-feira (28). Segundo o secretário, a Polícia Militar iniciou a Operação Escudo, com o objetivo de capturar os criminosos responsáveis pela ação contra os agentes.

“Iniciamos na noite de ontem [quinta-feira] a Operação Escudo, para capturar os criminosos que atiraram contra dois policiais de Rota no Guarujá. Infelizmente, um deles morreu. Não vamos descansar enquanto não acharmos os responsáveis por esse crime”, escreveu ele.

Policiais na comunidade da Vila Zilda em busca dos criminosos responsáveis pela morte de policial — Foto: Carlos Abelha

Reis era soldado das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) e veio para o litoral paulista para realizar um patrulhamento na região. Ele e outros policiais foram atacados por criminosos armados, que efetuaram disparos de arma de fogo, na noite desta quinta-feira (27), na comunidade da Vila Zilda.

O soldado foi atingido próximo ao tórax e morreu no Pronto Atendimento da Rodoviária (PAM). Além de Reis, um outro policial foi baleado na mão esquerda e encaminhado para um hospital da cidade.

PM do Rota morto era da capital de SP e estava em serviço quando foi atingido por criminosos — Foto: Arquivo Pessoal

Em nota a Secretaria de Segurança Pública lamentou a morte de um soldado da Polícia Militar, durante patrulhamento na comunidade Vila Zilda, no Guarujá. Na ocasião, um cabo também ficou ferido. A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Civil para o registro dos fatos.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

G1 Santos

Baixada em Pauta #141: Dario Costa fala sobre o trabalho duro antes da exposição na TV e de virar referência na gastronomia

O menino que só queria saber de surfar virou cozinheiro, e dos bons! Dario Costa, de 34 anos, viajou para a Nova Zelândia, do outro lado do mundo, após perder o pai. Lá, começou a trabalhar em restaurantes, mas, foi na Itália que se apaixonou pela profissão, e, que sorte a nossa, resolveu trazer esse amor para o Brasil. Voltou para o país, estudou, ralou e resolveu participar de um programa de televisão, em que terminou no terceiro lugar. Passado […]

today29 de julho de 2023 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%