Pleno News

O delírio de tentar apaziguar o terrorismo com a criação de um Estado Palestino

today7 de março de 2024 11

Fundo
share close

Lawrence Maximus – 07/03/2024 11h25

Mural com placas contendo fotos de reféns do Hamas Foto: EFE/Manuel Bruque

Os Estados Unidos e cinco países árabes estão se unindo em um esforço inesperado para empurrar Israel para uma solução desgastada e ineficaz de dois Estados. O “raciocínio” que emerge dos Estados Unidos, Egito, Jordânia, Catar, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos beira o delírio.

Isso porque, durante décadas, os palestinos tanto na Cisjordânia quanto em Gaza provaram sua aversão – sua recusa total – em negociar com Israel. Qualquer projeto de um Estado palestino lado a lado com Israel também está condenado, porque Israel já “esteve lá e fez isso” – como testemunham os resultados desastrosos e contínuos de 7 de outubro.

Uma olhada na carta do Hamas revela que a paz nunca será uma opção para esses terroristas, apenas violência. Essa é a única solução que eles vão considerar para Israel.

Vamos examinar a implausibilidade deste “plano de paz” de seis nações à luz dos acontecimentos das últimas duas décadas.



Em 2005, Israel unilateralmente – sem negociações ou conselhos de qualquer país – entregou aos palestinos um Estado em Gaza.

Na época, Israel acreditava que sua saída permitiria a ascensão de um governo que funcionasse bem, uma “Cingapura à beira-mar”. Os palestinos imediatamente destruíram tudo o que poderia lhes fornecer empregos e alimentos – e em 2007 votaram em colocar o Hamas no poder.

Eventualmente, o Hamas provou ser uma presença desestabilizadora, desencadeando uma cultura sanguinária de terror que levou a maioria da população de Gaza ao ódio, à miséria e à guerra dos judeus.

É imperativo recordar a paciência que Israel demonstrou ao viver perto daqueles que querem assassiná-los. A invasão intrinsecamente planejada em 7 de outubro, combinada com quase duas décadas de vida sob constante ameaça, mostra por que os israelenses não apoiam agora um Estado palestino.

Os líderes das seis nações estão moralmente errados ao obrigar Israel a um cessar-fogo em vez de responsabilizar os perpetradores – Hamas, Autoridade Palestina, Hezbollah e Irã – e exigir que o Hamas deponha as armas, destrua os túneis e liberte os reféns.

Após o mal e a brutalidade indescritíveis de 7 de outubro, propor qualquer solução de dois Estados ou cessar-fogo é imoral, insultuoso, insustentável e inexequível.

*Siga-me nas redes sociais.

Lawrence Maximus é cientista político, analista internacional de Israel e Oriente Médio, professor e escritor. Mestre em Ciência Política: Cooperação Internacional (ESP), Pós-Graduado em Ciência Política: Cidadania e Governação, Pós-Graduado em Antropologia da Religião e Teólogo. Formado no Programa de Complementação Acadêmica Mastership da StandWithUs Brasil: história, sociedade, cultura e geopolítica do Oriente Médio, com ênfase no conflito israelo-palestino e nas dinâmicas geopolíticas de Israel.

* Este texto reflete a opinião do autor e não, necessariamente, a do Pleno.News.

Leia também1 Líder do Hamas agradece Lula por declarações pró-Palestina

2 Lula e ministra da Cultura tiram foto com bandeira da Palestina

3 Lula volta a chamar guerra na Faixa de Gaza de “genocídio”

4 Que Lula não esqueça quem ele apoia contra Israel, diz ministro israelense

5 Rejeição a Lula cresce entre os evangélicos, chegando a 62%

Siga-nos nas nossas redes!

O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Pleno News.

Por: Lawrence Maximus

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

carro-pega-fogo-em-avenida-de-praia-grande,-sp;-video

G1 Santos

Carro pega fogo em avenida de Praia Grande, SP; VÍDEO

Incêndio ocorreu na manhã desta quinta-feira (7), no bairro Tude Bastos. Ninguém ficou ferido. Carro pega fogo em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Um carro pegou fogo, na manhã desta quinta-feira (7), na Avenida Roberto de Almeida Vinhas, no bairro Tude Bastos, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Imagens obtidas pelo g1 mostram o momento do incêndio. Ninguém ficou ferido (veja acima). Segundo a Prefeitura de […]

today7 de março de 2024 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%