Gospel Prime

“O espírito do comunismo nunca deixou a Rússia”, diz pastor da Ucrânia

today23 de maio de 2022 12

Fundo
share close

Durante o Fórum Europeu de Liderança na Polônia, com mais de 500 representantes de lideranças evangélicas de toda a Europa, um pastor da Ucrânia falou sobre a invasão da Rússia em seu país, fazendo comentários sobre influência comunista no país vizinho.

Jaroslaw Lukasik, que lidera o trabalho do fórum na Europa Oriental, reunindo cristãos de língua russa na Bielorrússia, Ucrânia, Rússia e Moldávia , entre outros, disse que o principal motivo para a ofensiva russa foi o espírito do comunismo.

“Na minha perspectiva, trata-se do espírito do comunismo, que nunca deixou a Rússia após a queda da União Soviética. Condenamos o nazismo, mas não condenamos o comunismo. Então, quando Putin viu a fraqueza do Ocidente, esse espírito voltou, talvez com sete espíritos ainda piores”, disse Lukasik, referindo-se a Mateus 12:45. edifício do império.

Na sua avaliação, a questão diz respeito a construção de um império, sendo a Ucrânia a primeira vítima, como também a Bielorrússia, destacando que muitos russos acreditam que esses países não são nações independentes.

“As primeiras vítimas são a Ucrânia e a Bielorrússia, que muitos russos pensam que não existem como nações separadas. Mas a Ucrânia existe, e toda a resistência que os ucranianos estão apresentando é uma prova da existência da nação Ucrânia”, enfatizou o pastor.



Questionado sobre a resposta da Igreja diante desta situação, o pastor disse que os discípulos de Jesus Cristo devem estar onde há dor e sofrimento. Ele também disse não conhecer uma igreja que não esteja ativa na Ucrânia.

“Os discípulos de Cristo devem estar onde há dor e sofrimento , e não conheço nenhuma igreja na Ucrânia que não esteja ativa. Por exemplo, muitos cristãos ajudam a evacuar pessoas de lugares perigosos. As igrejas acolheram centenas de milhares de refugiados”, disse Lukasik.

De acordo com o Fórum de Liderança do Leste Europeu, existem mais de 14 milhões de pessoas deslocadas na Ucrânia . A maioria deles ainda está na Ucrânia, na parte ocidental do país, mas muitos também cruzaram as fronteiras. Só na Polónia, existem 2,8 milhões de refugiados .

“No início da guerra, as igrejas funcionavam como hospitais . É também uma grande oportunidade para dar ajuda espiritual às pessoas, porque as pessoas realmente querem orar agora. A guerra é uma situação em que você enfrenta o mal e depois precisa de amor”, enfatizou Lukasik, de acordo com o Evangelical Focus.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Michael Caceres

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

“minha-mensagem-e-sobre-amor”,-diz-graham-em-turne-evangelistica

Gospel Prime

“Minha mensagem é sobre amor”, diz Graham em turnê evangelística

O pastor Franklin Graham, que está em uma turnê pelo Reino Unido para chamada “God Loves You” (Deus Te Ama), enquanto enfrenta uma grande oposição de ativistas LGBT devido às suas visões bíblicas sobre casamento, lembrou que a mensagem do Evangelho é sobre amor. De acordo com o Premier Christian News, o CEO da Associação Evangelística Billy Graham afirmou que não é “um pregador do ódio”, como tem sido rotulado […]

today23 de maio de 2022 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%