G1 Mundo

O que acontece no dia da eleição na Espanha?

today23 de julho de 2023 10

share close

É dia de votação e milhões de espanhóis enfrentam uma escolha entre duas visões muito diferentes de seu país.


Urnas de eleição na Espanha — Foto: Reprodução GloboNews



As urnas na Espanha foram abertas às 09h, hora local, embora pelo menos 2,5 milhões dos mais de 37 milhões de pessoas registradas para votar tenham optado por fazê-lo pelo correio – um número sem precedentes explicado talvez pelo momento desta eleição antecipada. Fecharão às 20h, hora local, exceto nas Ilhas Canárias, que estão uma hora atrasadas.

Um partido precisa garantir a maioria absoluta de 176 assentos no Congresso de 350 assentos da Espanha – ou se juntar a uma coalizão para assumir o poder. Os eleitores também escolherão 208 dos 265 senadores da Câmara Alta.

Espera-se que os resultados sejam anunciados antes da meia-noite, mas pode levar semanas ou meses para que um novo governo seja formado se não houver um vencedor claro.

Cédulas de votação usadas nas eleições espanholas — Foto: Reprodução GloboNews

O atual primeiro-ministro socialista da Espanha, Pedro Sánchez, espera que sua aposta de convocar uma eleição antecipada valha a pena, olhando para suas reformas sociais e seu histórico na economia para mantê-lo no cargo.

Mas seu partido está ficando para trás nas pesquisas, e o conservador Partido Popular está de olho na vitória – mesmo que isso signifique contar com o apoio do partido de extrema-direita Vox.

Primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sanchez, vota durante a eleição geral em Madri, Espanha — Foto: Reuters

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

G1 Mundo

Mercenário do Wagner diz que ‘não fazia ideia’ de que participava de motim na Rússia

Foi o dia em que, em um intervalo de 24 horas, o líder do Grupo Wagner, Yevgeny Prigozhin, organizou uma insurreição e mandou suas tropas paramilitares à cidade russa de Rostov e depois em direção a Moscou. Mas horas depois, Pregozhin afirmou que esse avanço seria interrompido para evitar derramamento de sangue - os detalhes de o que levou à interrupção do motim não estão claros até hoje. Combatentes do Wagner raramente falam à imprensa, mas o Serviço Russo da […]

today23 de julho de 2023 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%