G1 Mundo

Oito paquistaneses e um soldado afegão são mortos em confronto na fronteira

today13 de dezembro de 2022 11

Fundo
share close

O Exército paquistanês disse que as forças de fronteira afegãs abriram “fogo não provocado e indiscriminado” de armas pesadas contra a população civil na fronteira de Chaman, que liga a província paquistanesa do Baluchistão com a província de Kandahar, no Afeganistão.

Seis civis foram mortos e 17 feridos no lado paquistanês por fogo afegão, levando as tropas paquistanesas a retaliar, disseram os militares do Paquistão em um comunicado.

O número de mortos subiu para oito nesta segunda-feira, quando dois feridos, incluindo um menino de 10 anos, morreram em um hospital na cidade de Quetta, no sudoeste do Paquistão, para onde foram levados para tratamento, disse autoridade do hospital Wasim Baig.



O primeiro-ministro paquistanês, Shehbaz Sharif, disse que os assassinatos “merecem a condenação mais forte”.

“O governo interino afegão deve garantir que tais incidentes não se repitam”, disse ele em um comunicado.

Haji Zahid, porta-voz do governador de Kandahar, disse que os combates começaram depois que o Paquistão se opôs à construção de um novo posto de controle pelas forças afegãs.

“Eles não queriam que construíssemos esses postos do nosso lado da fronteira”, disse ele à Reuters, acrescentando que isso levou a um tiroteio de duas horas.

O porta-voz da polícia de Kandahar, Hafiz Saber, disse que um soldado afegão foi morto e 10 pessoas, incluindo três civis, ficaram feridas.

O Afeganistão e o Paquistão têm há décadas disputas territoriais em suas fronteiras, e a passagem de Chaman foi fechada por vários dias após confrontos semelhantes no mês passado. Chaman é o segundo maior ponto de fronteira comercial entre os dois países e uma fonte vital de receita alfandegária para o governo do Afeganistão.

“Tais incidentes infelizes não estão de acordo com os laços fraternos entre os dois países”, disse o Ministério das Relações Exteriores do Paquistão, acrescentando que as autoridades afegãs foram informadas de que uma recorrência deve ser evitada.

(Reportagem de Asif Shahzad em Islamabad. Reportagem adicional da redação de Cabul e Jibran Ahmad em Peshawar)




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

china-encerra-uso-de-app-anticovid-que-rastreia-viagens

G1 Mundo

China encerra uso de app anticovid que rastreia viagens

O aplicativo, de âmbito nacional, será desativado nesta terça-feira depois de dois anos e meio no ar, período em que rastreou pessoas que viajavam entre províncias, participavam de eventos ou entravam em locais fechados, a exemplo de shopping centers, e contribuía para a decisão de determinar quarentena ou não. Desde novembro, após protestos em várias cidades do país, a China vem relaxando as duras medidas impostas pelo governo para combater […]

today13 de dezembro de 2022 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%