G1 Mundo

Onda de calor coloca em risco agricultura na Espanha e poderia se alastrar à França

today1 de maio de 2023 5

Fundo
share close

A Espanha registrou na quinta-feira (27) um recorde de temperatura absoluto para um mês de abril, com 38,8°C em Córdoba (sul), de acordo com dados provisórios publicados na sexta-feira (28) pela agência meteorológica espanhola (Aemet).

Esta temperatura, registrada na estação meteorológica do aeroporto da cidade andaluza, “pode ser (…) a temperatura recorde na Espanha continental para um mês de abril”, de acordo com publicação da Aemet no Twitter.

As temperaturas são em média 10° a 15° superiores ao normal desta época do ano. O recorde anterior foi registrado no país em 2011, em Elche (leste), com 38,6°C.



As altas temperaturas levam a Espanha a tomar medidas excepcionais. Em Madri, as autoridades preveem mudar os horários escolares, em Barcelona, o número de abrigos climáticos para pessoas vulneráveis será aumentado e as cidades de Cádiz e Almeria limitam os horários de trabalho à manhã no setor da construção.  

Os profissionais de saúde também alertam para os riscos de doenças, principalmente cardiovasculares.

Além das temperaturas, a Espanha, que exporta uma grande parte de sua produção agrícola para o resto da Europa, enfrenta uma seca catastrófica que preocupa agricultores e autoridades.

Segundo o Coag, principal sindicato de agricultores, 60% das terras agrícolas espanholas estão atualmente “asfixiadas” pela falta de precipitações.

A falta de chuva já causou “perdas irreversíveis” para mais de 3,5 milhões de hectares de cereais e a grande maioria das colheitas já está completamente perdida. O governo desbloqueou mais de € 1 milhão de  para ajudar 820.000 agricultores espanhóis.

A situação também favorece incêndios e levou o governo a lançar, na sexta-feira, de maneira antecipada, sua campanha de vigilância em possíveis focos.

Os temores agora, são de que a onda de calor atravesse os Perineus e se alastre pelo sul da França no próximo fim de semana. Os departamentos às margens do Mar Mediterrâneo, no sul do país, também atravessam uma forte seca, a situação já é crítica nos Perineus Orientais. De acordo com especialistas, se não chover nos próximos meses, esta região ficará na mesma situação da Espanha.

Segundo a ONU, 75% do território espanhol está em via de desertificação.

Mas não apenas os países europeus sofrem com as ondas de calor. No Marrocos, recordes de temperatura também foram batidos em abril e dezenas de pessoas morreram na Índia devido à onda de calor. A revista científica PLOS Climate contabilizou milhares de mortes nos últimos 30 anos no país devido ao aumento do calor. Os pesquisadores alertam que a Índia poderia ultrapassar, até 2050, o limite em que é possível para um ser humano viver.

O calor extremo é associado a índices elevados de umidade, o que é chamado de “termômetro molhado”. “O calor não é algo novo nesta parte do mundo”, explica Fahed Saeed, cientista da think tank Climate Analytics.

“Durante milhares de anos, as pessoas conviveram com ele e se adaptaram a este tipo de calor. Mas devido à mudança climática, as temperaturas ultrapassam atualmente as capacidades de adaptação do corpo humano”, diz.

“O problema é a combinação de altas temperaturas e umidade. Os cientistas nos mostraram que devido à mudança climática, a capacidade da atmosfera de absorver a umidade aumenta. Normalmente, o corpo humano libera calor transpirando. Quando o suor se evapora, isso refresca o corpo. Mas devido às fortes taxas de umidade, o suor não pode se evaporar e o corpo não libera o calor. Isso é mortal”, explica.  

Como o Grupo Intergovernamental de Especialistas sobre a Evolução do Clima, o IPCC, alertou em seu último relatório, alguns dos limites à adaptação a essas mudanças poderiam ser ultrapassados. Nestas condições, cada grau e cada grama de CO2 emitido conta.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

bertioga-amplia-publico-da-vacinacao-contra-influenza-na-terca-feira

G1 Santos

Bertioga amplia público da vacinação contra influenza na terça-feira

Interessados devem procurar uma das Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou Unidades de Saúde da Família (USF), de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. Bertioga amplia público da vacinação contra influenza na terça-feira — Foto: Prefeitura de Bertioga A Prefeitura de Bertioga, no litoral de São Paulo, vai ampliar a vacinação contra a Influenza a partir desta terça-feira (2). A imunização será para a população com mais de 6 […]

today1 de maio de 2023 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%