G1 Mundo

ONU aprova resolução que prevê pausa humanitária e proteção de crianças em Gaza

today15 de novembro de 2023 11

Fundo
share close

Entre outras medidas, o texto prevê:

▶️ Proteção de crianças em Gaza.

▶️ Uma pausa nos ataques, iniciados em 7 de outubro, que deverá permanecer em vigor por tempo suficiente para que a ajuda humanitária chegue à população civil da Faixa de Gaza. O objetivo é “facilitar o fornecimento contínuo, suficiente e sem entraves de bens e serviços essenciais — incluindo água, eletricidade, combustível, alimentos e suprimentos médicos”.



▶️ Todas as partes envolvidas na guerra devem evitar privar a população do território palestino de serviços básicos e da “assistência humanitária indispensáveis à sua sobrevivência”.

▶️ Liberação dos reféns israelenses tomados pelo Hamas.

▶️ Reparações de emergência em infraestruturas essenciais, evacuação médica de crianças doentes ou feridas e de seus cuidadores e os esforços de resgate e recuperação de pessoas — inclusive de crianças desaparecidas em edifícios danificados e destruídos.

▶️ Permitir o acesso completo das agências da ONU e de seus parceiros — como o Comitê Internacional da Cruz Vermelha e outras organizações humanitárias imparciais.

A resolução também reafirma que “todas as partes do conflito devem cumprir com suas obrigações” perante as leis internacionais, reiterando que essas regras garantem a proteção total a crianças. O texto não condena Israel nem chama de “atos terroristas” os ataques feitos por Hamas em 7 de outubro.

Embaixadora de Malta na ONU defende projeto que foca na proteção de crianças em Gaza

Embaixadora de Malta na ONU defende projeto que foca na proteção de crianças em Gaza

Antes do início da votação, Vanessa Frazier, representante permanente de Malta junto da ONU, afirmou: “Inúmeros civis estão agora sofrendo as consequências devastadoras que o conflito armado traz consigo”.

Veja como se distribuíram os votos nesta quarta:

  • A favor – 12 votos
  • Contra – 0 voto
  • Abstenções – 3 (Estados Unidos, Reino Unido e Rússia)

“[Esta resolução] salvará vidas. Precisamos de um esforço coletivo para conseguir ajuda o mais rápido possível através de tantas rotas quanto possível”, disse Barbara Woodward, representante permanente do Reino Unido na ONU, após a votação.

A Rússia foi o único país do Conselho que chegou a se pronunciar sobre a resolução, chamando o texto de “desequilibrado” (leia mais abaixo).

A votação foi marcada no mesmo dia em que forças israelenses fizeram uma operação militar no maior hospital de Gaza, com a justificativa de que membros do grupo terrorista Hamas estavam no local.

ONU aprova resolução que prevê pausa humanitária e proteção de crianças — Foto: Reprodução

A Rússia falhou numa tentativa de última hora de alterar a resolução para incluir um apelo a uma trégua humanitária imediata que conduzisse à cessação das hostilidades.

“Gostaria de perguntar aos nossos colegas norte-americanos: vocês eliminaram tudo [no texto] o que pudesse de alguma forma indicar a necessidade de cessar as hostilidades. Isso significa que são a favor de que a guerra no Oriente Médio continue indefinidamente?”, disse Vassily A. Nebenzia, embaixador da Rússia na ONU, antes da votação.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

israel-gaza:-por-que-esta-guerra-e-diferente-das-outras-–-e-qual-o-papel-de-eua-e-ira-nisso

G1 Mundo

Israel-Gaza: por que esta guerra é diferente das outras – e qual o papel de EUA e Irã nisso

No entanto, essa guerra não é assim. Essa guerra é diferente das outras porque acontece em um momento em que as frágeis linhas que dividem o Oriente Médio estão estremecidas. Há pelo menos duas décadas, a maior divisão na fragmentada paisagem geopolítica da região tem sido entre amigos e aliados do Irã e amigos e aliados dos Estados Unidos. O núcleo da rede de apoio iraniana, às vezes chamada de […]

today15 de novembro de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%