G1 Mundo

ONU: Lula critica extrema-direita e neoliberalismo, cita ‘crise do multilateralismo’ e cobra reforma de instituições como FMI e OMC

today20 de setembro de 2023 7

Fundo
share close

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva usou o discurso na abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas, nesta terça-feira (19), para criticar fenômenos como a ascensão da extrema-direita, o multilateralismo e o que chamou de “crise do multilateralismo” – e para cobrar a reforma das instituições globais.

“O desemprego e a precarização do trabalho minaram a confiança das pessoas em tempos melhores, em especial dos jovens do mundo. Governos precisam romper com a dissonância cada vez maior entre a voz do mercado e a voz das ruas”, disse Lula.

“O neoliberalismo agravou a desigualdade econômica e política que hoje assola as democracias. Seu legado é uma massa de deserdados e excluídos. Em meio a seus escombros, surgem aventureiros de extrema-direita que negam a política e vendem soluções tão fáceis quanto equivocadas”, prosseguiu.



Lula diz que ''quando as instituições reproduzem as desigualdades, elas fazem parte do problema

Lula diz que ”quando as instituições reproduzem as desigualdades, elas fazem parte do problema”.

Lula afirmou ainda que o multilateralismo – ou seja, as relações internacionais baseadas em uma igualdade entre as nações, incluindo potências e países menores – está em crise, e que essa equidade vem sendo “corroída”.

“Nas principais instâncias da governança global, negociações em que todos os países têm voz e voto perderam fôlego. Quando as instituições reproduzem as desigualdades, elas fazem parte do problema, e não da solução”, disse Lula.

Como exemplo, citou o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial – criados, assim como a ONU, no pós-Segunda Guerra Mundial para ajudar na reconstrução do sistema internacional.

“No ano passado, o FMI disponibilizou 160 bilhões de dólares em direitos especiais de saque para países europeus, e apenas 34 bilhões para países africanos. A representação desigual e distorcida na direção do FMI e do Banco Mundial é inaceitável”, disse o presidente brasileiro.

Lula critica FMI por distribuição

Lula critica FMI por distribuição “desigual e distorcida” entre europeus e africanos

Tradicionalmente, o Brasil é o primeiro país a discursar na fase de debates. Antes, falaram o secretário-geral da ONU, António Guterres; e o presidente da Assembleia Geral, o diplomata Dennis Francis, de Trinidad e Tobago.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

video-mostra-bombeiros-salvando-jovem-de-afogamento-em-praia-do-litoral-de-sp

G1 Santos

Vídeo mostra bombeiros salvando jovem de afogamento em praia do litoral de SP

Namorado dela, de 18, desapareceu e até o momento não foi encontrado. Ambos estavam no mar próximo ao Morro do Maluf, em Guarujá, SP. Vídeo mostra jovem sendo resgatada durante afogamento em praia de Guarujá, SP Duas pessoas em situação de afogamento foram resgatadas pelo Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar) na Praia da Enseada em Guarujá, no litoral de São Paulo. Imagens obtidas pelo g1 nesta terça-feira (19) mostram o […]

today19 de setembro de 2023 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%