G1 Mundo

Organização dos Estados Americanos condena ‘mobilização fascista’ no Brasil

today11 de janeiro de 2023 13

Fundo
share close

“Condenamos da forma mais clara e enérgica esta mobilização de caráter fascista e golpista que ameaçou os três poderes do Estado no Brasil” e que “não constitui um fato isolado”, afirmou o secretário-geral da OEA, Luis Almagro.

O embaixador de Honduras na organização, Carlos Roberto Quesada, alertou que “o que está acontecendo hoje no Brasil não sabemos onde será replicado” porque “isso já está virando um mau hábito”, e chamou os presidentes da América Latina a irem ao Brasil “se for preciso para defender a democracia”.

O Suriname propôs que a OEA continue monitorando a situação pós-eleitoral e alguns países, como Colômbia e Argentina, pediram à organização que inove e reflita internamente “se quiser seguir vigente”.



Em diversas intervenções, como a do Chile, foi estabelecido um paralelo entre os acontecimentos no Brasil e o ataque ao Capitólio dos Estados Unidos por partidários do ex-presidente Donald Trump em janeiro de 2021 para impedir a certificação da vitória do presidente Joe Biden nas urnas.

Golpistas vandalizam interior do Palácio do Planalto neste domingo (8) — Foto: Adriano Machado / Reuters

Embaixador do Brasil na OEA

“O Brasil tem um compromisso inabalável com a democracia e o Estado de direito e rechaça qualquer forma de extremismo antidemocrático e violência política”, disse o embaixador brasileiro na OEA, Otávio Brandelli, durante sessão extraordinária do Conselho Permanente, órgão executivo da OEA, para analisar o episódio.

Vândalos jogaram tinta e escreveram na fachada do STF durante a invasão — Foto: Ton Molina/Fotoarena via Estadão Conteúdo

No último domingo, uma multidão de apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro invadiu o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal, onde cometeram atos de vandalismo.

Os responsáveis por essas ações violentas “serão identificados e tratados com o rigor da lei, dentro do devido processo legal”, afirmou o embaixador.

O Estado e suas instituições democráticas “darão respostas à altura dos crimes cometidos”, afirmou Brandelli, que ressaltou que o Brasil realizou eleições “livres e democráticas” que mereceram elogios da comunidade internacional.

A posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi uma celebração da democracia, disse ele, com a presença de mais de 60 delegações internacionais, e representou o “reconhecimento da robustez das instituições democráticas brasileiras”.

Uma declaração elogiada pelos diversos países que logo em seguida tomaram a palavra para expressar sua solidariedade ao Brasil.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

apos-protestos-e-execucoes,-ira-anuncia-novas-punicoes-contra-mulheres-que-nao-usarem-o-veu-islamico

G1 Mundo

Após protestos e execuções, Irã anuncia novas punições contra mulheres que não usarem o véu islâmico

Após várias execuções de pessoas acusadas de terem participado dos protestos que tomaram conta do país desde setembro, as autoridades iranianas anunciaram um endurecimento das regras sobre o uso do véu islâmico pelas mulheres. As manifestações começaram em resposta à morte de uma jovem, Mahsa Amini, presa pela polícia de costumes do Irã por uso incorreto do acessório religioso. A polícia de costumes, que controla o respeito dos códigos de conduta […]

today11 de janeiro de 2023 35

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%