G1 Mundo

Partido contrário à unificação de Taiwan com China vence eleição presidencial

today13 de janeiro de 2024 5

Fundo
share close

O Partido Democrático Progressista (PDP) de Taiwan, que é contra a unificação da ilha com a China, venceu a eleição presidencial neste sábado (13). Lai Ching-te, atual vice-presidente, saiu vitorioso de um pleito definido pela China como uma escolha entre a guerra e a paz.

Em seu primeiro pronunciamento após a vitória, Lai disse estar determinado a “proteger Taiwan das ameaças e intimidação da China” e afirmou que “o povo de Taiwan resistiu com sucesso aos esforços de forças externas que queriam influenciar as eleições”.

Lai disse ainda que usará o diálogo no lugar do confronto e que está disposto a conversar com a China “com base na dignidade e na paridade”.



O candidato do principal partido da oposição, o Kuomintang (KMT), Hou Yu-ih, admitiu a derrota nas eleições. O KMT não é um partido aliado da China, mas era o favorito do governo chinês para essa eleição porque considera que Taiwan e a China são um único país.

Já o PDP, que confirmou o favoritismo e saiu vitorioso, quer acabar de vez com qualquer pretensão de uma unificação com a China. O PDP governa Taiwan desde 2016. Na eleição passada, em 2020, o partido elegeu Tsai Ing-we como presidente e Lai Ching-te como vice.

No período que antecedeu as eleições, a China denunciou repetidamente Lai como um separatista perigoso e rejeitou os seus apelos por diálogo.

Para a China, trata-se de uma província rebelde que segue fazendo parte de seu território. Já para o governo de Taiwan, a ilha é um estado independente, gerido por uma Constituição própria, e por décadas foi considerada o próprio governo chinês, no exílio. Isso porque os atuais governantes de Taiwan foram os inimigos derrotados na década de 1940 pelos comunistas que governam atualmente a China.

Maioria dos países do mundo não reconhecem Taiwan como um país

Maioria dos países do mundo não reconhecem Taiwan como um país

O resultado da votação tem potencial para deteriorar as relações já não tão boas entre Taiwan e China, e até acelerar planos chineses de invadir a ilha.

Horas antes do começo da votação, a China fez ameaças abertas aos políticos a favor da independência de Taiwan: o governo chinês afirmou que vai tomar todas as ações para “esmagar” qualquer plano de independência e que isso não é compatível com a paz.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

incendio-destroi-armazem-de-grande-varejista-online-em-sao-petersburgo,-na-russia

G1 Mundo

Incêndio destrói armazém de grande varejista online em São Petersburgo, na Rússia

Quase 300 bombeiros, em dezenas de carros e até helicópteros, trabalharam para apagar o fogo. Ninguém ficou ferido. Incêndio no armazém do varejista online Wildberries em São Petersburgo — Foto: Reuters/Anton Vaganov Um grande incêndio atingiu um armazém da Wildberries, um dos maiores sites de comércio eletrônico da Rússia, em São Petersburgo, neste sábado (13). Todos os funcionários foram evacuados e ninguém foi relatado como ferido, afirmou o proprietário do […]

today13 de janeiro de 2024 15

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%