G1 Mundo

Passageiros ficam retidos em cruzeiro à Europa após problema com documentação de bolivianos: ’24h atracados sem poder zarpar’, diz brasileira

today3 de abril de 2024 8

Fundo
share close

Brasileiros que estão fazendo um cruzeiro até a Europa relataram que ficaram retidos no navio, com cerca de 1.500 passageiros a bordo, por cerca de 24 horas assim que atracaram no porto de Barcelona, na Espanha, nesta terça-feira (2).

Eles disseram ao g1 que o passeio foi interrompido após problemas com a documentação de um grupo de bolivianos que tentaram desembarcar em países europeus.

A MSC Cruzeiros, companhia responsável pela viagem, confirmou a situação com os bolivianos ao g1.



“No momento, estamos trabalhando junto com as autoridades espanholas para gerenciar uma situação envolvendo hóspedes da Bolívia, que viajavam com documentação inválida para o desembarque na Europa.”

Caroline Moraes, que mora em Votorantim (SP), disse ao g1 que o grupo é formado por 69 bolivianos (assista acima).

“Estamos 24 horas atracados sem poder zarpar. “Era pro navio ter zarpado ontem (2), por volta das 15h, mas foi impedido pela polícia”, diz Caroline.

“Nós ficamos impedidos de descer e conhecer a cidade de Barcelona. Nós já tínhamos passados em dois portos, um na Espanha e outro em Portugal, onde os bolivianos também não puderam descer do navio,” completa.

Segundo Caroline, viaturas da polícia espanhola cercaram o navio para impedir que passageiros deixassem o local na terça-feira (2) — Foto: Caroline Moraes/Reprodução

Conforme Caroline, depois de 24 horas impedidos de descerem do navio, os turistas que tem o passaporte foram liberados para descer do navio e visitar a cidade. Porém, eles precisam retornar ao navio até às 23h59 desta quarta-feira.

O destino final da jovem, que viaja junto com o marido, é Veneza, na Itália, mas ela comenta que ainda não sabe se o cronograma da viagem vai ser mantido. Caroline conta que há outros três casais que moram em Sorocaba (SP) que estão a bordo do navio.

“Não temos previsão do que vai acontecer. Mas nós que estamos a bordo não estamos passando por nenhuma situação constrangedora, exceto a frustação da nossa viagem. Temos alimentação, está tudo normal”, conta Caroline.

Outra brasileira, moradora de Sorocaba (SP) que pediu para ter a identidade preservada, também está no cruzeiro e contou que passa pela mesma situação. Com destino a Roma, ela disse que um grupo de turistas vai conseguir seguir até o destino em um voo.

Caroline comentou ao g1 que de que o trajeto final do cruzeiro, até Veneza, seria cancelado. A assessoria da MSC no Brasil disse que, até o início da tarde desta quarta, não tem informações sobre o cancelamento do cruzeiro.

O g1 também solicitou informações ao Ministério das Relações Exteriores do Brasil na Espanha e para a Embaixada da Bolívia na Espanha, mas até a última atualização desta reportagem não obteve retorno.

Ao jornal espanhol El Periódico, o Ministério das Relações Exteriores da Bolívia informou que tomou conhecimento da situação e que acompanha o caso.

Passageiros se reuniram em recepção do navio para pedirem informações sobre a viagem — Foto: Arquivo Pessoal

VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

representacao-do-brasil-em-taiwan-diz-que-nao-ha-registro-de-brasileiros-feridos-em-terremoto

G1 Mundo

Representação do Brasil em Taiwan diz que não há registro de brasileiros feridos em terremoto

Em entrevista à GloboNews, o diretor do Escritório de Representação do Brasil em Taipei, Miguel Magalhães, falou sobre a situação de cidadãos brasileiros na ilha atingidos pelo tremor. Segundo ele, há mais de 7 mil brasileiros vivendo no território. "São cerca de 7,5 mil brasileiro em Taiwan e, felizmente, não há registro de vitimas nesse terremoto, o que nos deixa muito contentes", diz Miguel Magalhães. Segundo Magalhães, brasileiros que vive […]

today3 de abril de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%