G1 Mundo

Peru antecipa eleições gerais para abril de 2024

today21 de dezembro de 2022 18

Fundo
share close

Na sessão plenária, a proposta teve 93 votos a favor, 30 contra e uma abstenção. A reforma precisava do apoio de 87 legisladores. A atual governante, Dina Boluarte, precisará entregar o mandato ao ganhador do novo pleito em julho de 2024.

Dina Boluarte é a primeira mulher presidente do Peru — Foto: AFP



Boluarte, cuja renúncia está entre as exigências dos protestos que abalaram o país nas últimas semanas, afirma que está disposta a sair dentro dos novos prazos.

População quer antecipação

De acordo com pesquisas de opinião, 83% da população é favorável ao adiantamento do pleito. Mais cedo, o presidente do Júri Nacional de Eleições, Jorge Salas, garantiu que “o sistema eleitoral está em condições de assumir o desafio de adiantar as eleições para dezembro de 2023”.

Desde que começaram em 7 de dezembro, as manifestações já deixaram 21 mortos, o que gerou preocupação entre organizações de defesa dos direitos humanos.

Nesta terça-feira (20), uma delegação da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), chefiada pela secretária Tania Reneaum, chegou a Lima para se reunir com autoridades “a fim de receber informações sobre a crise institucional e os protestos”. A CIDH se reuniu com Boluarte no Palácio de Governo, e planeja visitar algumas cidades do país.

Boluarte, que está no cargo há 13 dias, irá reformar seu gabinete, conforme anunciou, incluindo uma mudança de primeiro-ministro, para privilegiar a designação de funcionários com mais experiência política, a fim de buscar uma saída para a crise. Embora o anúncio estivesse marcado para esta terça-feira, foi adiado até novo aviso.

A pasta de Transportes informou que foram retomadas hoje as operações no aeroporto Inca Manco Cápac, de Juliaca, região de Puno, depois de seis dias de fechamento por causa das manifestações. Outros terminais aéreos que permaneceram fechados também já estavam operando.

As visitas à cidadela inca de Machu Picchu estão suspensas desde 14 de dezembro, para garantir a segurança dos turistas por causa dos protestos.

Algumas manifestações seguiam ativas nesta terça no sul do país. Na Plaza de Armas da cidade de Cusco (sudeste), antes da aprovação do adiantamento pelo Congresso, centenas de pessoas, a maioria mulheres em coloridos trajes típicos, marchavam com um caixão de papelão com a imagem de Boluarte e pediam a antecipação.

Como parte dos protestos, em Ayacucho, oito manifestantes morreram na semana passada em um confronto com militares, durante uma tentativa de tomar um aeroporto. A Defensoria pediu uma investigação criminal, porque várias mortes ocorreram por disparos à queima-roupa.

Segundo o último relatório da Defensoria do Povo, desde seu início, os protestos deixaram 21 mortos e mais de 650 feridos em confrontos entre manifestantes e forças de segurança.

Castillo perdeu o poder no mesmo dia, depois de tentar fechar o Congresso, intervir no Judiciário, governar por decreto e convocar uma Assembleia Constituinte. Seu pedido não conseguiu respaldo institucional, por isso o ex-presidente foi preso, sob a acusação de rebelião, quando tentava chegar à embaixada mexicana para pedir asilo.

O chanceler do México, Marcelo Ebrard, confirmou que a mulher e os filhos de Castillo se refugiaram na embaixada mexicana em Lima. Em retaliação, o governo peruano declarou o embaixador do México no país “persona non grata” e deu a ele “72 horas para deixar” o Peru.

Lilia Paredes, mulher de Castillo, é investigada pelo Ministério Público do Peru como possível coordenadora de uma suposta organização criminal que seria liderada por seu marido.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

gatos-roubaram-a-cena-na-copa-do-mundo-do-catar

G1 Mundo

Gatos roubaram a cena na Copa do Mundo do Catar

Os felinos estão por toda parte - nos estádios, nas áreas de treinamento e até nas coletivas de imprensa. Veja VÍDEO. Gatos roubaram a cena na Copa do Mundo do Catar Depois dos jogos, os gatos foram os verdadeiros responsáveis por roubar a cena na Copa do Mundo do Catar em 2022. Veja no VÍDEO acima. Os animais apareceram em salas de coletiva de imprensa, nas áreas de treinamento, nas […]

today21 de dezembro de 2022 19

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%