Gospel Prime

Pesquisa aponta que 74% dos adolescentes brasileiros acreditam em Jesus

today2 de setembro de 2023 3

Fundo
share close

Um estudo recente, focado na avaliação das percepções e do engajamento de adolescentes na América Latina em relação a três elementos fundamentais da fé cristã: Jesus, a Bíblia e a justiça, apontou um crescente comprometimento com o cristianismo nessa região.

A pesquisa denominada “The Open Generation Survey” (“Pesquisa da Geração Aberta”), conduzida pelo Grupo Barna, revelou que a América Latina está testemunhando o surgimento de uma geração profundamente envolvida com a igreja e ávida por conhecer mais sobre Jesus Cristo.

A coleta de dados envolveu adolescentes cujos pais os recrutaram para participar dessa pesquisa quantitativa. Essa iniciativa foi descrita como “a maior pesquisa já realizada pela organização,” com o propósito de auxiliar líderes religiosos a entenderem como alcançar esse público jovem.

De acordo com o Grupo Barna, a “Geração Aberta” demonstra profundo respeito por Jesus devido à Sua compaixão, capacidade de perdoar e cuidado com o próximo. Além disso, esses jovens têm uma forte inclinação para a justiça social e estão empenhados na leitura das Escrituras Sagradas.

Os adolescentes do Brasil, Honduras, México e Colômbia se destacaram por sua compreensão mais profunda sobre Cristo e a Bíblia. No Brasil, por exemplo, cerca de 74% dos adolescentes acreditam que Jesus oferece esperança às pessoas. Além disso, 60% afirmam que Ele faz uma diferença real no mundo atual e 70% creem que Cristo retornará um dia.



Quanto à crença na divindade de Jesus, 55% dos adolescentes brasileiros entrevistados acreditam que Ele era Deus em forma humana, conforme apontado pelo estudo.

Um total de 24.557 entrevistados, com idades entre 13 e 17 anos, em 26 países, participaram da pesquisa entre 21 de julho de 2021 e 24 de agosto de 2021. Adicionalmente, foram coletadas 313 respostas em fevereiro de 2022 na Nova Zelândia.

O crescimento do cristianismo evangélico no Brasil tem sido notável, com projeções indicando que essa vertente religiosa pode superar o catolicismo até 2030, de acordo com o portal de notícias Economist.

Christine Caine, uma evangelista, compartilhou suas observações, destacando que, globalmente, os adolescentes estão buscando uma conexão genuína com Jesus. Ela enfatizou a necessidade de um encontro autêntico com Deus em meio a um mundo em constante transformação.

A Global Gospel Coalition, um ministério de evangelização voltado para jovens no Brasil, também tem visto resultados positivos, com centenas de estudantes ouvindo a mensagem do Evangelho em 10 escolas diferentes na cidade de Manacapuru, localizada no estado do Amazonas. Esses eventos demonstram o crescente interesse dos jovens pela espiritualidade cristã na região.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

projeto-quer-proibir-atividades-com-conotacao-sexual-para-criancas-em-escolas

Gospel Prime

Projeto quer proibir atividades com conotação sexual para crianças em escolas

Um projeto de lei, apresentado pelo deputado federal Mario Frias (PL-SP), busca proibir a reprodução de músicas com letras que promovam atividades criminosas, o consumo de substâncias ilícitas ou que contenham temas de natureza sexual em escolas públicas e privadas de todo o país. O PL 719/2023 foi protocolado na Câmara dos Deputados em fevereiro deste ano. O texto afirma que “fica proibido nas dependências das Instituições Públicas e Privadas […]

today2 de setembro de 2023

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%