G1 Santos

Polícia estoura laboratório de droga que abastecia o Centro de SP com a K9, que causa o ‘efeito zumbi’; VÍDEO

today10 de maio de 2023 7

Fundo
share close

Os investigadores apontam que o responsável pelo plantio morou na Califórnia, nos Estados Unidos – onde é permitido cultivar maconha para uso recreativo e comércio. Ele foi detido nesta terça-feira (9) em outro imóvel, onde vive atualmente, localizado na avenida Desembargador Plínio Carvalho Pinto. Além dele, um caseiro da casa que servia de laboratório das drogas foi preso.

De acordo com a polícia, que estava em posse de um mandado de busca e apreensão, além da droga K9, o homem cultivava Skunk [a supermaconha, por ser mais potente] e a maconha comum. Muitas das drogas, com base na investigação, eram vendidas no Centro de São Paulo.

O delegado Leonardo Rivau, da 1ª Delegacia de Investigações Gerais (DIG) do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) de Santos explicou o efeito devastador da K9 em entrevista à TV Tribuna, afiliada da Globo.



“Aquele efeito zumbi acaba com o poder de raciocínio na hora que ele [usuário a] consome”, disse.

Imagens da TV Tribuna e da Polícia Civil mostram a plantação de maconha no local (veja o vídeo no ínicio da reportagem). Segundo a polícia, dentro do imóvel, não havia a droga pronta para a venda, mas a plantação servia de insumo para a produção de entorpecentes.

“Nós encontramos centenas de quilos de produtos químicos, como ácido sulfúrico, que é extremamente nocivo, e vários outros, para que ele pudesse potencializar o THC. Na verdade, é criar um THC químico para ser acrescentado na produção da maconha que ele fazia”, ressaltou o delegado.

Casa tinha quatro espaços onde era cultivada maconha, além da elaboração da K9. — Foto: Marco Antônio/TV Tribuna

Quatro espaços da casa, no bairro Enseada, foram preparados para cada processo do cultivo, produção e preparação da droga para a venda. A polícia acredita que o local esteve ativo por um ano.

“O produtor dessa maconha, que foi morador dessa residência, ele viveu por 20 anos na Califórnia. E, provavelmente, de lá trouxe o conhecimento a respeito da produção indoor [em ambientes fechados], bem como da produção do Skunk e do K9. Como a gente sabe, a América do Norte tem um problema grande com esse tipo de droga”.

Além da K9, há também a K2 e K4. O tráfico tem deixado os entorpecentes cada vez mais potentes e com poder de viciar os usuários. De acordo com o governo de São Paulo, os efeitos da droga podem ser piores do que o crack.

A Secretaria da Saúde do Estado de SP respondeu que drogas sintéticas podem causar uma série de efeitos colaterais graves:

  • Paranoia
  • Ansiedade
  • Alucinações
  • Convulsões
  • Insuficiência renal
  • Arritmias cardíacas

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

crianca-de-dois-anos-morre-atropelada-apos-apresentacao-do-dia-das-maes-em-escola-de-sp

G1 Santos

Criança de dois anos morre atropelada após apresentação do Dia das Mães em escola de SP

Um menino, de apenas dois anos, morreu atropelado por um ônibus na saída da escola em São Vicente, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1 nesta quarta-feira (10), a vítima estava com a mãe, mas soltou a mão dela e correu sozinha em direção à rua. A criança havia se apresentado pouco antes em uma atividade de Dia das Mães no local. O caso aconteceu na Avenida Presidente […]

today10 de maio de 2023 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%