G1 Mundo

Polícia local divulga novas fotos do brasileiro que fugiu da prisão nos EUA

today5 de setembro de 2023 22

Fundo
share close

De acordo com os oficiais, as imagens foram capturadas em Longwood Gardens próximo às 22h do horário local (23h em Brasília).

A polícia alertou os moradores para tomarem cuidado com o criminoso indicando que ele poderia invadir residências para pegar suprimentos como comida e água.

Danilo Cavalcante é visto caminhando diante de câmera em Longwood Gardens, na Pensilvânia, em 4 de setembro de 2023 — Foto: Polícia de Chester County



A equipe pediu também para que os residentes e comerciantes chequem suas câmeras de segurança e comuniquem a polícia caso tenham informações sobre o brasileiro.

O novo perímetro de buscas fez com que escolas cancelassem as aulas por precaução.

As buscas por Danilo Cavalcante entraram no 6° dia. Helicópteros reproduzindo uma mensagem de voz da mãe do brasileiro sobrevoaram toda a região (veja vídeo abaixo).

Polícia utiliza helicópteros com mensagem da mãe de brasileiro fugitivo nos EUA

Polícia utiliza helicópteros com mensagem da mãe de brasileiro fugitivo nos EUA

De acordo com os policiais, a mensagem gravada em português diz para Danilo se entregar e aceitar a prisão.

Danilo, um brasileiro condenado por homicídio nos EUA, fugiu da prisão no país na última quinta-feira. Há uma força tarefa com centenas de agentes empenhada em capturá-lo, mas até agora o brasileiro permanece foragido (leia mais abaixo).

Mapa mostra localização da prisão que Danilo Cavalcante fugiu na última quinta-feira (31) — Foto: Arte g1

Danilo Sousa Cavalcante fugiu da prisão de Chesco na manhã desta quinta-feira. Ele segue foragido desde então. As circunstâncias da fuga estão sob investigação.

Foi criada uma força tarefa de centenas de agentes que busca pelo brasileiro que inclui agentes das seguintes organizações:

  • Agentes da Swat;
  • Delegados federais;
  • Agentes de polícia estaduais e do condado de Chester.

Ele é condenado à prisão perpétua por matar a ex-namorada, Débora Evangelista Brandão, na cidade de Phoenixville, em abril de 2021. A vítima tinha 34 anos e foi morta a facadas.

De acordo com a imprensa dos EUA, o Ministério Público do Condado de Chester classificou Danilo como “extremamente perigoso”.

Autoridades norte-americanas divulgaram foto de Danilo Sousa Cavalcante após a fuga — Foto: Chester County Government

Débora Evangelista Brandão morava nos EUA com os dois filhos quando foi morta. As crianças presenciaram o crime.

Segundo as investigações, Danilo não aceitava o fim do relacionamento e, desde 2020, ameaçava Débora. Além disso, a apuração revelou que Débora descobriu que Cavalcante era procurado pela polícia do Tocantins por ser o principal suspeito pelo assassinato de um homem em 2017.

“Ao saber que o réu tinha mandado de prisão em aberto por homicídio no Brasil, a vítima ameaçou expô-lo à polícia. Os detetives determinaram que esse foi o motivo do assassinato”, afirmou a promotoria responsável pela acusação em comunicado.

De acordo com as autoridades, em 2017, Cavalcante fugiu para Porto Rico e, mais tarde, seguiu para os Estados Unidos, onde entrou ilegalmente.

Danilo foi preso duas horas após o assassinato de Débora e foi condenado pelo crime no dia 16 de agosto.

Busca por foragido brasileiro nos EUA chega ao quinto dia

Busca por foragido brasileiro nos EUA chega ao quinto dia




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%