G1 Mundo

Policial condenado por morte de George Floyd foi esfaqueado 22 vezes

today2 de dezembro de 2023 3

Fundo
share close

O ataque ocorreu em 24 de novembro na biblioteca da prisão federal de Tucson, Arizona, onde Chauvin cumpre mais de duas décadas de pena pela morte de Floyd. O policial se ajoelhou sobre seu pescoço por nove minutos em Minneapolis em 2020.

John Turscak, que agora enfrenta acusações de tentativa de homicídio, entre outras, atacou Chauvin com uma “faca improvisada, aproximadamente 22 vezes, causando ferimentos corporais graves”, de acordo com a queixa criminal apresentada.

Embora o documento se refira à vítima por suas iniciais por motivos legais, uma fonte oficial confirmou à AFP que se trata de Chauvin.



“Turscak disse aos guardas da prisão que teria matado D.C. se não tivessem reagido rapidamente”, acrescentam os promotores do caso. “Turscak disse que havia pensado em atacar D.C. por cerca de um mês, por ele ser um réu de alto perfil.”

Foto de 31 de maio de 2020 mostra Derek Chauvin na prisão — Foto: Divulgação / Hennepin County Jail / AFP

O ataque ocorreu na “Black Friday”, tradicional dia de descontos nos Estados Unidos após o feriado de Ação de Graças. “Turscak disse que o ataque a D.C. durante a Black Friday era simbólico do movimento Black Lives Matter [“Vidas negras importam”, em tradução do inglês].”

Chauvin recebeu atendimento imediato e foi levado a um hospital local. Embora tenha sobrevivido, não há mais informações sobre sua condição.

O policial foi considerado culpado de assassinato em segundo grau, assassinato em terceiro grau e homicídio culposo em segundo grau em 2021, e foi condenado a 22 anos e meio de prisão.

A morte de Floyd, registrada em vídeo, contribuiu para impulsionar uma significativa discussão sobre racismo e a atuação policial nos Estados Unidos e em todo o mundo.

Uma investigação posterior do Departamento de Justiça sobre a Polícia de Minneapolis, cujas conclusões foram divulgadas em junho de 2023, indicou que seus agentes recorriam habitualmente a práticas violentas e racistas, “incluindo o uso injustificado de força letal”.

Chauvin apelou de sua condenação por assassinato em segundo grau, mas seu recurso foi rejeitado pela Suprema Corte no início de novembro.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

voce-viu-no-g1?-indicacoes-para-o-stf-e-a-pgr,-cop-28,-greve-em-sao-paulo-e-os-relacionamentos-sugar

G1 Mundo

Você viu no g1? Indicações para o STF e a PGR, COP 28, greve em São Paulo e os relacionamentos sugar

Os escolhidos para o STF e a PGR Paulo Gonet, Lula e Flávio Dino — Foto: Ricardo Stuckert/Presidência da República ✅A cadeira que pode vir a ser ocupada por Flávio Dino está vazia desde a aposentadoria da ministra do STF Rosa Weber. ✅O comando definitivo da Procuradoria-Geral da República está vago desde o fim do segundo mandato de Augusto Aras. 📍 As indicações serão enviadas ao Senado e devem seguir […]

today2 de dezembro de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%