G1 Mundo

Ponte cai na Bolívia e atinge indígenas que estavam debaixo; sete morrem

today6 de junho de 2024 4

Fundo
share close

Uma ponte na Bolívia perto da fronteira com o Brasil desabou nesta quinta-feira (6), deixando sete pessoas mortas, uma delas grávida, de acordo com autoridades locais.

As vítimas eram indígenas que estavam às margens do rio no momento em que a estrutura desabou e integrantes de um veículo que trafegava sobre a ponte no momento da queda. Uma delas estava grávida, de acordo com autoridades locais.

A ponte ligava os municípios de Trinidad e Santa Ana de Yacuma, ambos na região de Beni, que faz fronteira com Rondônia e Mato Grosso.



O grupo de indígenas que morreu, segundo a prefeitura local, vivia em uma aldeia local e costumava vender produtos em Santa Ana de Yacuma, em barco. Eles haviam parado para descansar sob a ponte.

“Eles vinham constantemente ao nosso município para oferecer seus produtos, como bananas. Eles param desse lado do rio, e desta vez foram surpreendidos pelo acidente”, disse o secretário-geral de Santa Ana de Yacuma, Rafael Menacho.

Moradores do município afirmaram que nunca houve manutenção na ponte, construída em 2008 e inaugurada em 2010.

“Quando a gente passava, a ponte tremia, dava para sentir. Nunca houve manutenção, a ponte ficou como estava (na inauguração). E passavam caminhões pesados por ela”, disse a moradora de Santa Ana de Yacuma, Dámaris Neira Sánchez.

Obra de R$ 52 mi sem manutenção

A ponte sobre o riu Rapulo, na Bolívia, antes de desabar. — Foto: Divulgação

A ponte foi inaugurada em 2010 pelo então presidente boliviano, Evo Morales, como uma das principais do país, e custou cerca de US$ 10 milhões (cerca de R$ 52,5 milhões).

Na ocasião, Morales disse que a ponte transformaria em segundos um trajeto que, antes, demorava cerca de nove horas.

Segundo a imprensa local, a ponte estava sustentada por cabos presos em dois pilares que podem ter sofrido corrosão com o tempo por conta da falta de manutenção.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

brasileira-ferida-em-bombardeio-no-libano-e-transferida-para-hospital-em-beirute

G1 Mundo

Brasileira ferida em bombardeio no Líbano é transferida para hospital em Beirute

A informação foi confirmada ao g1 nesta quinta-feira (6) por Hussein Ezzddein, primo do marido dela. A família tentava a transferência desde o início da semana, por conta da gravidade da situação na região. A filha de Fátima, de 10 anos, permanece no Hospital Libanês Italiano, em Tiro. Ela passou por três cirurgias na perna e apresenta melhora. De acordo com a família, Fatima deixou a UTI e tem evolução […]

today6 de junho de 2024 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%