G1 Mundo

Por que os houthis, do Iêmen, estão atacando Israel?

today11 de novembro de 2023 4

Fundo
share close

Desde o início do confronto, há um mês, as forças israelenses registraram quatro tentativas de ataques ao sul do país, por parte dos rebeldes iemenitas, que estão localizados no sudoeste da Península Arábica, a quase 2.000 quilômetros de distância.

Na mais recente, nesta quinta-feira, o sistema de defesa aérea Arrow 3, o mais avançado de Israel, interceptou um míssil balístico disparado do Iêmen, pelo regime houthi, em direção à cidade israelense de Eilat.

Fica a pergunta: por que o grupo militante xiita, conhecido “Partidários de Deus” está se envolvendo nessa guerra?



O movimento opera no Iêmen desde a década de 2000 e surgiu como como insurgência ao regime de Ali Abdullah Saleh, que governou o país entre 1990 a 2012, quando ele renunciou. Em 2014, os rebeldes assumiram o controle da capital Sanaa e de grande parte do norte do país, num golpe contra o presidente em exercício, Abd Rabbuh Hadi.

No ano seguinte, uma coalizão liderada pela Arábia Saudita interveio no Iêmen, com apoio dos EUA e Reino Unido, para tentar reconduzir o presidente ao poder. O conflito foi alimentado por rivais regionais: de um lado, o regime saudita, apoiando os sunitas: de outro, o iraniano, xiita, respaldando os houthis, que, oito anos depois, ainda controlam a capital.

A guerra no Iêmen é classificada pela ONU como o mais grave desastre humanitário da atualidade, com deslocamento interno de mais de 4,5 milhões de pessoas e 80% da população vivendo na pobreza. Os mais afetados são as crianças: cerca de 11 milhões de crianças vivem em situação desesperadora e precisam de ajuda humanitária, segundo as Nações Unidas.

Com tudo isso, os houthis ainda demonstram energia e exibem arsenal para entrar em outro conflito. A bandeira do movimento expõe o slogan que combina os objetivos do grupo: “Deus é grande, morte à América, morte para Israel, uma maldição para os judeus, vitória para o Islã”.

No último dia de outubro, o porta-voz militar dos houthis ameaçou disparar um grande número de foguetes, mísseis balísticos e drones contra Israel “até que a agressão israelense pare e os palestinos saiam vitoriosos”.

O Irã, por sua vez, mantém alinhado o “Eixo de Resistência” regional contra Israel, do qual fazem parte o Hamas, em Gaza, o Hezbollah, no Líbano, grupos armados xiitas no Iraque, o governo de Bashar al-Assad, na Síria, e os houthis, no Iêmen.

O regime dos aiatolás alertou, várias vezes, que este eixo abrirá novas frentes da guerra caso Israel não interrompa os bombardeios em Gaza. Conforme ameaçou o chanceler iraniano, Hossein Amirabdollahian, nesta sexta-feira (10), a expansão do confronto é inevitável.

Porta-voz militar Houthi confirma ataque com mísseis e drones contra contra cidade israelense. — Foto: Houthi Media Center




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

hamas-diz-que-regiao-de-hospitais-foi-bombardeada-em-gaza;-israel-ainda-nao-se-pronunciou

G1 Mundo

Hamas diz que região de hospitais foi bombardeada em Gaza; Israel ainda não se pronunciou

As autoridades israelenses ainda não se manifestaram sobre o assunto, mas, anteriormente, afirmaram que o Hamas têm centros de comando e túneis embaixo de centros médicos. Diversas famílias de Gaza estão abrigadas em hospitais dentro do território para se protegerem dos bombardeios, já que atacar centros médicos e profissionais da saúde é crime de guerra. Equipes médicas relataram que as forças de Israel assumiram posições em torno dos hospitais infantis […]

today11 de novembro de 2023 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%