G1 Mundo

Prefeitura de Paris proíbe manifestação, multidão vai às ruas mesmo assim e protesto ganha adesões

today8 de julho de 2023 5

Fundo
share close

Há sete anos ocorre uma passeada no começo de julho na região noroeste de Paris para lembrar um homem negro de 24 anos que morreu quando estava sob custódia da polícia. Neste ano, no entanto, a prefeitura não queria que o ato ocorresse. As autoridades entraram na Justiça e conseguiram suspender a passeata. O efeito foi fortalecer o protesto.

Os organizadores da manifestação em homenagem à vítima da polícia, Adama Traoré, anunciaram que não iriam fazer a marcha no noroeste da cidade, mas, sim, na Praça da República, um ponto central em Paris onde tradicionalmente acontecem protestos políticos.

A polícia novamente impediu o ato, dizendo que não tinha sido avisada a tempo suficiente.



Pelo menos 2 mil pessoas compareceram, entre elas vários políticos da esquerda radical, que havia participado da mobilização popular.

Essa manifestação acontece uma semana depois dos distúrbios desencadeados pelo assassinato de um adolescente em um subúrbio parisiense.

A polícia dispersou a multidão da enorme na Praça da Repúblçica, e centenas de pessoas foram para o amplo Boulevard Magenta, onde marcharam pacificamente.

“Ainda desfrutamos da liberdade de expressão na França, mas a liberdade de reunião, em particular, está ameaçada”, disse Felix Bouvarel, um profissional de saúde que compareceu ao encontro apesar da proibição, o que ele chamou de “chocante”.

As autoridades também proibiram uma manifestação na cidade de Lille, no norte, no sábado, enquanto uma marcha em Marselha ocorreu com uma trajetória alterada, fora do centro da cidade.

Balanço das manifestações da semana

O ministro do Interior, Gerald Darmanin, disse nesta semana que mais de 3.000 pessoas, a maioria adolescentes, foram presas em seis noites de tumultos que terminaram há uma semana. Cerca de 2.500 edifícios foram danificados.

Os distúrbios foram desencadeados pelo assassinato em 27 de junho de Nahel M, de 17 anos, por um policial em uma parada de trânsito. Um policial está sob investigação por homicídio voluntário; seu advogado diz que ele não pretendia matar o adolescente.

Governo da França pede calma depois de noite violenta de protesto no subúrbio de Paris

Governo da França pede calma depois de noite violenta de protesto no subúrbio de Paris




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

por-que-eua-estao-enviando-para-ucrania-bombas-proibidas-por-mais-de-100-paises

G1 Mundo

Por que EUA estão enviando para Ucrânia bombas proibidas por mais de 100 países

A medida foi criticada por grupos de direitos humanos, já que a arma é proibida por mais de 100 países. Marcas compatíveis com as de uma munição cluster no teto de um carro próximo a um playground em Kharkiv, na Ucrânia — Foto: JOEL GUNTER/ BBC O que são munições cluster? As munições cluster são um método de fragmentação de um grande número de pequenas bombas de um foguete, míssil […]

today8 de julho de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%