G1 Mundo

Primeira-ministra da Dinamarca é atacada em Copenhague; polícia prende suspeito

today8 de junho de 2024 12

Fundo
share close

A agressão aconteceu na região central da cidade. Segundo uma testemunha, a primeira-ministra parecia estar levemente abalada, deixou o local caminhando e, aparentemente, não ficou machucada.




Primeira-ministra da Dinamarca é agredida em Copenhague

Primeira-ministra da Dinamarca é agredida em Copenhague

A primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen, foi atacada e agredida por um homem nesta sexta-feira (7), na região central de Copenhague nesta sexta-feira (7). A informação é da agência de notícias dinamarquesa Ritzau.

Ainda não há informações oficiais sobre o estado de saúde dela. O homem foi preso logo após o incidente, de acordo com a Ritzau.

Em nota, o gabinete dela afirma que Mette Frederiksen foi agredida em uma praça em Copenhague por um homem que foi preso logo em seguida. O texto também afirma que a primeira-ministra estava chocada com o incidente.

Segundo um barista que trabalha em um café na praça e testemunhou a agressão, a primeira-ministra parecia estar levemente abalada, deixou o local caminhando e, aparentemente, não ficou machucada.

A polícia afirmou na rede social X (antigo Twitter) que prendeu um homem e que investiga o incidente.

Magnus Heunicke, ministro de Meio Ambiente da Dinamarca, afirmou que Mette estava abalada pelo ataque, o que é natural.

Mette Frederiksen em 5 de junho de 2024 — Foto: Ritzau Scanpix/Mads Claus Rasmussen/Via Reuters




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

israel-divulga-identidades-de-17-terroristas-mortos-em-bombardeio-a-escola-de-agencia-da-onu-que-matou-40-pessoas

G1 Mundo

Israel divulga identidades de 17 terroristas mortos em bombardeio a escola de agência da ONU que matou 40 pessoas

O número de mortos ainda é incerto. Segundo o Ministério da Saúde local, controlado pelo Hamas, ao menos 40 pessoas morreram, entre elas cinco crianças, e ficaram 74 feridos. Já o Exército israelense falou que houve entre 20 e 30 mortos. O comissário-geral da UNRWA, Philippe Lazzarini, disse que há pelo menos 35 mortos. Segundo a FDI, os terroristas mortos no bombardeio são do Hamas e da Jihad Islâmica. (Veja […]

today8 de junho de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%