G1 Santos

Professora é acusada de empurrar aluna e xingar irmã de ‘neguinha safada’ em escola do litoral de SP

today2 de junho de 2024 1

Fundo
share close

Uma estudante de nove anos alega ter sido empurrada e chamada de burra por uma professora em uma escola municipal de Guarujá, no litoral de São Paulo. Ao g1, a irmã mais velha da menina contou que, ao questionar a educadora na unidade de ensino, foi chamada de “neguinha safada”. Segundo a prefeitura, a profissional foi afastada temporariamente das funções em sala de aula.

O caso teria ocorrido na Escola Municipal Doutor Napoleão Rodrigues Laureano, no bairro Jardim Maravilha, distrito de Vicente de Carvalho. Em nota, a Prefeitura de Guarujá afirmou que investiga a denúncia de suposta agressão e, caso comprovada, providências serão tomadas de acordo com o Estatuto da Municipalidade e com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Segundo Geisiane Anizia Silva da Costa, de 21 anos, a irmã mais nova demonstrou resistência ao ir para a escola nos últimos meses. “Dizia que tinha muito medo de contar pra gente, mas que era por causa da professora”, lembrou. Ainda de acordo com ela, a situação se tornou insustentável na última terça-feira (28), quando a menina foi ofendida e empurrada pela profissional.



“A professora ficava chamando [a irmã mais nova] de ‘burra’ e dizendo que ela ‘era um peso’ na sala. Quando ela foi fazer uma pergunta [durante a aula], acabou sendo empurrada pela professora em cima das carteiras e machucou a perna”, contou Geisiane.

De acordo com Geisiane, a mãe delas se recupera de uma cirurgia no pé e, por conta disso, ela foi sozinha à unidade de ensino para questionar o caso. A jovem disse ter sido atendida por uma orientadora em uma sala até que a professora entrou no local e “partiu para cima” dela.

“Chegou a me empurrar quando veio para cima. Me chamou de ‘neguinha safada’, ‘put**** ‘e outras coisas ruins”, contou Geisiane.

A jovem relatou ter acionado a Polícia Militar após ser separada da professora pela orientadora. Ela acrescentou, porém, que os agentes chegaram ao local apenas depois da saída da educadora. O ocorrido foi denunciado por ela na Secretaria de Educação de Guarujá (SP).

De acordo com documentos enviados pela família, a menina de nove anos passou por atendimento no pronto-socorro de Vicente de Carvalho após o caso. No relatório médico, há o registro de hematomas na coxa e joelho direito que, ainda segundo Geisiane, foram causados pelo empurrão da professora.

A irmã mais velha disse ainda ter questionado a prefeitura sobre câmeras de monitoramento na sala, que poderiam ter gravado o momento em que a irmã foi empurrada, mas foi informada que a classe não possui os equipamentos.

“Estamos indignadas e tristes por ver a minha irmã desse jeito”, afirmou Geisiane. “Não quer ir para a escola e chora muito. Só quero que a Justiça seja feita”.

Em nota, o Prefeitura de Guarujá confirmou ter recebido a denúncia sobre a suposta agressão cometida por uma professora contra uma aluna. Como medida preventiva e para garantir a integridade física e emocional de todos os envolvidos, a educadora foi afastada temporariamente de suas funções em sala de aula até a conclusão das investigações.

A administração municipal ressaltou que a ação tem o objetivo de preservar tanto a integridade da aluna quanto da profissional.

Por fim, o município reiterou que oferece “todos os recursos necessários para um ambiente educacional saudável e seguro aos seus mais de 37 mil alunos das unidades municipais de ensino” e que desenvolve uma campanha contra o bullyng nas escolas, que também aborda questões como a denunciada.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘dama-de-gelo’-e-aliada-de-lopez-obrador:-quem-e-claudia-sheinbaum,-favoritaca-para-vencer-as-eleicoes-no-mexico

G1 Mundo

‘Dama de gelo’ e aliada de López Obrador: quem é Claudia Sheinbaum, favoritaça para vencer as eleições no México

Em 29 de maio, o agregador de pesquisas Polls.mx apontava que as intenções de votos eram as seguintes: Claudia Sheinbaum: 55%.Xóchitl Gálvez: 31%.Jorge Álvarez Máynez: 13%. Antes de entrar na política, a candidata favorita construiu uma carreira acadêmica: formou-se em física pela Unam (uma das universidades mais prestigiadas do México), e fez pós-graduação em engenharia ambiental. Ela também fez pós-doutorado na Universidade da Califórnia em Berkley, nos Estados Unidos e […]

today2 de junho de 2024 16

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%