Prefeitura de Guarujá

Projeto de Guarujá será destaque em evento da Organização Mundial para Educação Pré-Escolar

today14 de agosto de 2022 20

Fundo
share close

“Viva Verde: Adubando a Vida; Experiências com a Compostagem Orgânica”, será a iniciativa apresentada no dia 25, pela pedagoga Sueli Silva Souza, que há 16 anos desenvolve a ação na rede municipal

Um projeto de educação ambiental, desenvolvido na rede municipal de ensino de Guarujá há 16 anos, será destaque de evento promovido pela Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar (OMEP). Trata-se do “Viva Verde: Adubando a Vida; Experiências com a Compostagem Orgânica”, que será apresentado no próximo dia 25 (quinta-feira) no Sesc de Bertioga, pela professora Sueli Silva Souza.

Com duração de 20 minutos, a explanação acontecerá dentro da VII Ação Metropolitana, que neste ano traz o tema: “Redescobrindo as Infâncias: Processos de uma Nova Docência na Educação Infantil”. O encontro ocorrerá no Dia Nacional da Educação Infantil e reunirá trabalhos de professores e gestores das escolas públicas de ensino infantil da Região. Coordenado pela Associação Regional da OMEP na Baixada Santista (ARBS), a Ação Metropolitana tem como objetivo estabelecer um espaço de troca de experiências e fortalecer as ações nas escolas públicas infantis na Baixada Santista.

O “Viva Verde” é um projeto de educação ambiental, que utiliza a coleta seletiva dos materiais recicláveis, além de uma horta e, principalmente, da compostagem orgânica – eixo a ser exposto no evento da OMEP. “É motivo de grande orgulho e muita responsabilidade poder representar Guarujá neste evento da OMEP”, contou Sueli. O convite surgiu a partir do Projeto Vivências da Secretaria de Educação (Seduc), que apresenta as várias ações e experiências exitosas executadas na rede municipal de ensino e voltadas à educação infantil.

A professora explica que a compostagem é um dos recursos didáticos do Projeto Viva Verde, cuja iniciativa foi intensificada durante a pandemia. “A partir daí comecei a trabalhar o projeto com as crianças, para que também fizessem o adubo em casa”. Ela acrescenta que essa intensificação voltada à compostagem orgânica é algo mais próximo das crianças. “Então fazemos o reaproveitamento desses resíduos sólidos, de vegetais, fruto das refeições escolares”.



Conforme Sueli, o Viva Verde surgiu em escola de Bertioga em área de mata atlântica, próxima ao Rio Itapanhaú. Pedagoga e há 18 anos na rede municipal de Guarujá, atualmente ela desenvolve o Projeto em duas unidades municipais de educação infantil: Hermínia Neves Vitiello (Santa Rosa) e Catarina de Oliveira Salgado (Balneário Guarujá).

Projeto tem foco na compostagem – Dentro do Viva Verde, o processo de compostagem envolve, desde a coleta do material orgânico com as merendeiras, até a última fase, que é de colocar esse adubo orgânico dentro da caixa de leite.

No espaço denominado composteira, dependendo do tipo de resíduo vegetal depositado, há a atração de diferentes tipos de insetos e animais, que se tornam objetos de pesquisas para professores e crianças. Outra atividade trabalhada com as crianças através do Projeto é a memória olfativa. “Elas têm contato com o cheiro das frutas, dos legumes, das verduras e da serragem”.

Além disso, Sueli ressalta que as crianças observam a decomposição desses resíduos vegetais através do processo biológico, que desencadeia reações físico-químicas, como por exemplo, a mudança das cores dos vegetais ao longo do tempo da decomposição.

“As crianças gostam demais. E como a proposta da educação infantil é voltada às interações e brincadeiras, o projeto gera o desenvolvimento das crianças. E é por meio dessa rotina, que isso se transforma em aprendizagem”. A ideia é agregar ainda, propostas como o empreendedorismo e também de educação financeira.

OMEP – A Organização Mundial para Educação Pré-Escolar (OMEP) é um órgão consultivo da Unesco e Unicef, fundada em 1948, em Praga, após a II Guerra Mundial, para dar assistência às crianças sobreviventes. É uma instituição não governamental, filantrópica e sem fins econômico e destinada à realização de ações socioemocionais, assistenciais e educativas. Tem como finalidade a promoção, defesa e garantia dos direitos da criança, com prioridade à primeira infância, bem como a formação e valorização dos profissionais envolvidos na educação infantil.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Prefeitura de Guarujá.

Por: Tiphany

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

cpfl-piratininga-abre-vagas-para-curso-de-gratuito-de-eletricista-em-cubatao

G1 Santos

CPFL Piratininga abre vagas para curso de gratuito de eletricista em Cubatão

Moradores de Praia Grande, Santos e São Vicente também podem participar. As inscrições são pela internet e vão até 5 de setembro. Curso de gratuito de eletricista abre vagas nesta segunda-feira em Cubatão — Foto: Tácito Carvalho e Silva / Acervo CPFL Energia A CPFL Piratininga abre, nesta segunda-feira (15), as inscrições para nova turma mista da Escola de Eletricistas na cidade de Cubatão (SP). A capacitação conta com 16 […]

today14 de agosto de 2022 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%