G1 Mundo

Putin ameaça usar armas nucleares ‘capazes de destruir a civilização’

today29 de fevereiro de 2024 11

Fundo
share close

Em discurso sobre o Estado da Nação feito em Moscou, Putin disse que poderia usar esse tipo de armamento caso a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) envie tropas para lutar contra a Rússia na guerra na Ucrânia.

Dirigindo-se a legisladores e membros da elite do país, Putin disse que os líderes ocidentais não compreendiam quão perigosa poderia ser a sua intromissão no que ele considera um guerra de “assuntos internos”.

“(As nações ocidentais) devem perceber que também temos armas que podem atingir alvos no seu território. Tudo isto realmente ameaça um conflito com o uso de armas nucleares e a destruição da civilização. Será que eles não percebem isso?!” disse Putin.



O presidente russo, que concorre à reeleição este ano, disse ainda ter um “arsenal nuclear amplamente modernizado, o maior do mundo”.

“As forças nucleares estratégicas estão num estado de prontidão total”, disse ele, observando que as armas nucleares hipersônicas de nova geração de que falou pela primeira vez em 2018 foram implantadas ou estavam numa fase em que o desenvolvimento e os testes estavam a ser concluídos.

No discurso, um dos mais duros de Putin desde o início da guerra, há dois anos, o líder russo fez referência ainda ao desfecho de líderes ocidentais do passado como Adolf Hitler, da Alemanha nazista, e Napoleão Bonaparte, da França, que invadiram a Rússia.

“Mas agora as consequências serão muito mais trágicas”, disse Putin. “Eles acham que (a guerra) é uma caricatura”. O presidente russo disse ainda que os políticos ocidentais esqueceram o que significava uma guerra real porque, segundo ele, não enfrentaram os mesmos desafios de segurança que os russos nas três últimas décadas.

Entrada da Suécia na Otan

Declarações de Macron sobre o conflito na Ucrânia levaram a Rússia a responder com ameaças

Declarações de Macron sobre o conflito na Ucrânia levaram a Rússia a responder com ameaças

No discurso, Vladimir Putin falou também do desempenho de suas tropas nos fronts de batalha na Ucrânia. Ele disse ter havido avanço “em vários pontos”, sem determinar quais. E disse que deve reforçar tropas nas fronteiras ocidentais com a União Europeia após a aprovação da entrada da Suécia na Otan.

Apesar da ameaça nuclear, Putin chamou de “absurdas” acusações recentes feitas pelo Ocidente de que as forças russas poderiam ir além da Ucrânia e atacar os países europeus.

Putin disse que Moscou está aberta a discussões sobre estabilidade estratégica nuclear com os Estados Unidos.

“Às vésperas das eleições presidenciais dos EUA, eles simplesmente querem mostrar aos seus cidadãos e a todos os outros que ainda governam o mundo”, afirmou o líder russo.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

as-mulheres-iranianas-que-se-arriscam-diariamente-desafiando-lei-sobre-veu

G1 Mundo

As mulheres iranianas que se arriscam diariamente desafiando lei sobre véu

Mas as três mulheres — cujos nomes alteramos para sua própria segurança — compartilham da mesma determinação feroz em resistir ao governo teocrático do Irã e aos códigos de vestimenta que o mesmo impõe às mulheres e meninas há 45 anos. Assim, todos os dias, elas saem das suas casas, na capital Teerã, sem cobrir o cabelo – apesar dos potenciais riscos. "É muito assustador", me diz Donya, uma estudante […]

today29 de fevereiro de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%