G1 Mundo

Putin anuncia que tentará reeleição para a presidência da Rússia

today8 de dezembro de 2023 6

Fundo
share close

O anúncio foi feito durante uma cerimônia de condecoração a soldados no Kremlin. O porta-voz do governo confirmou a candidatura.

De acordo com as reformas constitucionais — que ele próprio orquestrou —Putin está apto a concorrer a mais dois mandatos de seis anos, podendo permanecer no poder até 2036.

Tendo o controle do sistema político da Rússia, a vitória de Putin é praticamente garantida. Os principais opositores que poderiam desafiá-lo nas urnas estão presos ou vivendo no exterior, e a maioria dos meios de comunicação independentes foi proibida.



Duas pessoas anunciaram planos de concorrer: o ex-deputado Boris Nadezhdin, vereador na região de Moscou, e Yekaterina Duntsova, jornalista e advogada da região de Tver, ao norte de Moscou, que já foi vereadora local.

De acordo com as leis eleitorais russas, os candidatos nomeados por um partido que não esteja representado na câmara nacional ou em pelo menos um terço das cúpulas regionais têm de apresentar pelo menos 100 mil assinaturas de 40 ou mais regiões diferentes. Aqueles que concorrem de forma independente precisam de um mínimo de 300 mil assinaturas de 40 ou mais regiões diferentes.

Esses requisitos também se aplicam a Putin, que tem utilizado táticas diferentes ao longo dos anos. Ele concorreu como independente em 2018 e sua campanha reuniu assinaturas. Em 2012, concorreu como candidato do partido Rússia Unida do Kremlin.

Ele não informou se concorrerá de forma independente ou por um partido no pleito de 2024.

É provável que ele concorra novamente como candidato independente, disse o analista político Dmitry Oreshkin para a agência de notícias Associated Press.

“Será uma honra demais para o partido, ele se valoriza muito. Portanto, acho que ele concorrerá como candidato independente e provavelmente coletará assinaturas (…) Este será um bom pretexto para promover a campanha nas regiões”, disse ele.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘querem-a-terra-sem-palestinos’:-o-medo-na-cisjordania-com-a-escalada-da-violencia-de-colonos-judeus

G1 Mundo

‘Querem a terra sem palestinos’: o medo na Cisjordânia com a escalada da violência de colonos judeus

Suas marcas estavam frescas na areia quando chegamos. A aldeia ficou vazia quando a sua população de cerca de 200 palestinos partiu há cerca de um mês, após pressão contínua e ameaças de colonos judeus armados e agressivos que vivem em postos avançados próximos que são ilegais sob o ponto de vista da lei israelense e internacional. Uma placa de metal retorcida está nos escombros da escola em Khirbet Zanuta. […]

today8 de dezembro de 2023 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%