G1 Mundo

Quantos países ainda aplicam a pena de morte e quantas pessoas são executadas assim?

today26 de janeiro de 2024 5

Fundo
share close

Também na quinta, um japonês foi condenado à morte por enforcamento por um incêndio criminoso que matou 36 pessoas.

O número de execuções está aumentando a nível mundial, apesar de muitos países terem abolido a aplicação da pena capital.

Quantos países usam a pena de morte?



De acordo com os últimos números compilados pela Anistia Internacional, em 2022:

  • 55 países previam a pena de morte em sua legislação
  • Nove desses países aplicaram a pena de morte apenas para os crimes mais graves, como homicídios múltiplos ou crimes de guerra
  • 23 países previam a pena de morte na legislação, mas não a utilizam havia 10 anos.

Quantas pessoas são executadas todos os anos?

Os dados da Anistia Internacional são uma combinação de números oficiais, de dados dos meios de comunicação e de informações repassadas por pessoas condenadas à morte e pelas suas famílias e representantes.

A China não divulga informações sobre a aplicação da pena de morte.

Excluindo a China, a Anistia Internacional registrou 883 execuções em todo o mundo em 2022.

Esse número é 53% maior em relação às 579 pessoas executadas em 2021 e é o maior número de execuções desde 2017.

No entanto, é muito inferior aos números de 1988, 1989 ou 2015, quando mais de 1.500 pessoas foram executadas num único ano.

Gráfico mostra número de execuções no mundo — Foto: BBC

A Anistia Internacional afirma que pelo menos 2.016 sentenças de morte foram decretadas em 2022, em 52 países.

Em 2021, 56 países decretaram ao menos 2.052 sentenças de morte.

Muitos prisioneiros passam anos ou até mesmo décadas no corredor da morte antes de serem executados.

Quais países mais usam a pena de morte?

Vinte países executaram pessoas em 2022, em comparação com 18 em 2021.

A Anistia Internacional acredita que a China usa a pena de morte mais do que qualquer outro país. Acredita-se que o país executa milhares de pessoas todos os anos, mas isso não pode ser confirmado.

Além da China, os países que mais executaram pessoas foram o Irã, a Arábia Saudita, o Egito e os Estados Unidos.

Ranking de países que mais executam — Foto: BBC

Como mudou o número de execuções em diferentes países?

A Anistia Internacional lista 11 países no mundo que executam pessoas de forma contínua todos os anos.

Eles incluem China, Egito, Irã, Iraque, Arábia Saudita, Estados Unidos, Vietnã e Iêmen.

Acredita-se também que a Coreia do Norte “provavelmente usa a pena de morte de forma contínua”, mas não é possível confirmar isso de maneira independente.

Mapa mostra países onde há execuções — Foto: BBC

O número de execuções na Arábia Saudita em 2022 foi o mais alto dos últimos 30 anos.

Cinco países – Bahrein, Comores, Laos, Níger e Coreia do Sul – condenaram pessoas à morte em 2022, e estavam sem aplicar a pena há vários anos.

No entanto, o número de execuções nos Estados Unidos diminuiu desde o pico de 98 execuções em 1999.

Quantas pessoas são executadas por crimes relacionados a drogas?

A Anistia Internacional afirma que houve 325 execuções por crimes relacionados a drogas em todo o mundo em 2022, incluindo:

  • 255 no Irã
  • 57 na Arábia Saudita
  • 11 em Cingapura

Em 2023, Cingapura executou a primeira mulher em quase 20 anos. Saridewi Djaman foi condenada por tráfico de heroína em 2018.

Quantos países aboliram a pena de morte?

A pena de morte não é aplicada em 112 países, comparado com 48 em 1991.

Seis países aboliram a pena de morte total ou parcialmente em 2022.

Quatro – Cazaquistão, Papua Nova Guiné, Serra Leoa e República Centro-Africana – aboliram a prática completamente.

A Guiné Equatorial e a Zâmbia afirmaram que a pena de morte passaria a ser usada para os crimes mais graves.

Em abril de 2023, o parlamento da Malásia também votou pela eliminação da pena de morte obrigatória para 11 crimes graves, incluindo homicídio e terrorismo.

O parlamento de Gana votou pela abolição total da pena de morte em julho de 2023.

Como os países ao redor do mundo aplicam a pena de morte?

A Arábia Saudita foi o único país a listar a decapitação como método de execução em 2022.

Outros métodos incluíam enforcamento, injeção letal e morte por tiro.

Cama com cintos usados para imobilizar pessoa a ser executada — Foto: Getty Images/Via BBC

O Estado americano do Alabama deve executar nesta quinta Kenneth Smith, condenado por assassinato, usando gás nitrogênio.

Ele será a primeira pessoa a ser executada usando esse método. Os advogados de Smith defendem que essa forma nunca experimentada é uma punição “cruel e incomum”.

O Alabama e dois outros Estados americanos aprovaram o uso de nitrogênio porque os medicamentos mais comumente usados em injeções letais se tornaram mais difíceis de encontrar.

A escassez das substâncias contribuiu para a queda no uso da pena de morte nos EUA.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

bar-e-restaurante-criam-receitas-para-celebrar-os-478-anos-de-santos,-sp

G1 Santos

Bar e restaurante criam receitas para celebrar os 478 anos de Santos, SP

Santos Sabores preparou o Nhoque Caiçara. Já o Hideout Fizz inovou com o coquetel Engenho dos Erasmos. Chef Danilo Rocha, do restaurante Santos Sabores preparou o Nhoque Caiçara. — Foto: Divulgação Qual o sabor mais representa a cidade de Santos? Cada santista, com certeza, tem uma resposta diferente para essa pergunta. Mas, dois estabelecimentos da cidade resolveram criar novas receitas que possam traduzir um pouco das características de Santos, que […]

today26 de janeiro de 2024

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%