G1 Mundo

Rússia ataca com drones porto ucraniano de Odessa, dizem autoridades da Ucrânia

today4 de abril de 2023 12

Fundo
share close

A Rússia lançou um ataque com drones contra o porto estratégico de Odessa, no sul de Ucrânia, afirmaram, na madrugada desta terça-feira (4, noite de segunda em Brasília), as autoridades ucranianas, acrescentando que a ação havia causado “danos”.

“O inimigo acaba de atingir Odessa e o distrito de Odessa com veículos aéreos não tripulados de ataque”, disseram as autoridades locais em comunicado publicado no Facebook.

“Há danos”, acrescentaram, sem oferecer mais detalhes.



O comunicado cita o chefe da administração militar do distrito de Odessa, Yuriy Kruk, e garante que as forças de defesa aérea ucranianas estavam ativadas e em alerta diante uma possível segunda rodada de ataques.

O porto de Odessa no Mar Negro era um dos destinos de viagem prediletos de muitos ucranianos e russos antes que o presidente Vladimir Putin lançasse a invasão contra o país vizinho em fevereiro de 2022.

Desde então, esta cidade foi bombardeada em diferentes ocasiões pelas forças russas.

Em janeiro, a agência cultural das Nações Unidas, Unesco, declarou o centro histórico de Odessa como Patrimônio Mundial em perigo.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

paris-proibe-patinetes-eletricos-com-89%-de-votos-em-referendo,-mas-ha-contestacao-por-baixa-participacao-de-votantes

G1 Mundo

Paris proíbe patinetes elétricos com 89% de votos em referendo, mas há contestação por baixa participação de votantes

Os patinetes elétricos de aluguel vão desaparecer das ruas de Paris em 1° de setembro, depois que 89,03% de participantes votaram contra a continuidade desse serviço nas ruas da capital, de acordo com o resultado do plebiscito organizado neste domingo (2) pela prefeitura de Paris. A prefeita socialista Anne Hidalgo confirmou que irá respeitar o resultado das urnas, mas a imprensa mostra, nesta segunda-feira (3), que essa decisão frustra muita […]

today4 de abril de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%