G1 Mundo

Rússia usou míssil hipersônico Zircon na Ucrânia pela primeira vez, diz instituto de Kiev

today13 de fevereiro de 2024 5

Fundo
share close

Em um ataque a Kiev na semana passada, a Rússia utilizou, pela primeira vez desde o início da guerra, o míssil hipersônico Zircon, um dos mais poderosos de sua frota e capaz de viajar em velocidade nove vezes maior que a do som, segundo Moscou.

A afirmação foi feita pelo Instituto de Pesquisa Científica de Kiev para Exames Forenses. O diretor do instituto, Oleksandr Ruvin, disse que seus pesquisadores analisaram fragmentos de mísseis usados durante o ataque à capital ucraniana.

“Neste caso, vemos elementos que são característicos do míssil 3M22 Zircon. Partes e fragmentos do motor e dos mecanismos de direção têm marcações específicas”, escreveu ele.



O Ministério da Defesa da Rússia não havia se pronunciado sobre o caso até a última atualização desta reportagem. Caso a análise seja confirmada, esta será a primeira vez que usa o míssil em quase dois anos de guerra. O Zircon foi incorporado à frota russa em 2022, meses após o início da guerra na Ucrânia.

O míssil tem um alcance de 1.000 km – mais que a distância entre Moscou e Kiev – e viaja a nove vezes a velocidade do som, de acordo com a Rússia. Ele foi inicialmente projetado para ser lançado do mar, mas, após o início da guerra na Ucrânia, uma nova versão para ser lançada do solo foi desenvolvida.

Analistas militares afirmaram à agência de notícias Reuters que sua velocidade hipersônica pode significar uma grande redução no tempo de reação das defesas aéreas e a capacidade de atacar alvos grandes, profundos e resistentes.

O presidente russo, Vladimir Putin, já descreveu o Zircon como parte de uma nova geração de sistemas de armas incomparáveis.

O ataque da Rússia à Kiev em 7 de fevereiro matou menos cinco pessoas e danificou prédios residenciais e infraestrutura de energia, segundo as autoridades.

A acusação do instituto chega também no dia em que Putin prometeu retaliação à decisão a União Europeia, feita na segunda-feira (12), de reservar lucros obtidos com ativos congelados do Banco Central da Rússia em países que integram o bloco.

Avião militar com 74 passageiros, entre eles 65 prisioneiros ucranianos, cai na Rússia

Avião militar com 74 passageiros, entre eles 65 prisioneiros ucranianos, cai na Rússia

A Ucrânia tem enfrentado uma escalada de ataques russos na guerra entre os dois países, que já dura quase dois anos.

Desde o fim de dezembro, tropas russas têm bombardeado alvos civis em grandes cidades da Ucrânia , segundo autoridades ucranianas. Os ataques contrastam com o cenário da guerra no país ao longo de 2023, com ações mais concentradas nas frentes de batalha.

O governo ucraniano, que tem adotado como praxe não confirmar nem negar ataques em território russo cuja autoria é atribuída à Ucrânia, afirmou apenas que a Rússia não pediu proteção do espaço aéreo no local onde o avião caiu.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

apos-promessa-de-‘respostas-duras’-contra-a-europa,-russia-emite-mandado-de-prisao-premie-da-estonia

G1 Mundo

Após promessa de ‘respostas duras’ contra a Europa, Rússia emite mandado de prisão premiê da Estônia

A polícia russa emitiu um mandado de prisão para a primeira-ministra da Estônia, Kaja Kallas. Segundo a agência de notícias estatal russa Tass, ela foi acusada de “destruir monumentos aos soldados soviéticos”. Além de Kallas, também foram incluídos na lista de procurados pela polícia russa o secretário de Estado da Estônia, Taimar Peterkop, e o ministro da Cultura da Lituânia, Simonas Kairys. As autoridades foram incluídas no banco de dados […]

today13 de fevereiro de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%