G1 Mundo

Segundo ‘balão de vigilância’ chinês sobrevoa América Latina, advertem EUA

today4 de fevereiro de 2023 19

Fundo
share close

“Observamos relatos de um balão transitando pela América Latina. Avaliamos agora que é um outro balão de vigilância chinês”, informou o porta-voz do Departamento de Defesa, Pat Ryder, sem especificar a localização exata do balão.

A identificação de um suposto balão espião chinês no espaço aéreo dos Estados Unidos foi classificada como “ato irresponsável” de Pequim, declarou Blinken, apesar de autoridades chinesas terem afirmado que se tratou de um incidente involuntário.

O secretário de Estado americano se comunicou com um funcionário do alto escalão chinês. “Trata-se de um ato irresponsável e de uma violação clara da soberania americana e do direito internacional, que mina o propósito da viagem”, disse a ele, segundo o porta-voz do Departamento de Estado americano. “Tomamos conhecimento de que a China lamenta o ocorrido, mas a presença desse balão em nosso espaço aéreo é uma violação clara da nossa soberania, assim como do Direito Internacional, e é inaceitável”, afirmou um funcionário americano que pediu para não ser identificado.



Suposto balão espião da China sobrevoa os Estados Unidos

Suposto balão espião da China sobrevoa os Estados Unidos

Por isso, a visita de Blinken a Pequim, prevista para domingo e segunda, “foi adiada” e será reprogramada quando “as condições forem adequadas”, acrescentou a mesma fonte.

Washington afirmou na quinta-feira (2) que não tinha “a menor dúvida” sobre a origem do balão, que voava a grande altitude, nem sobre o fato de que era usado para espionagem. Inicialmente, o governo chinês pediu que não houvesse exageros sobre o assunto, mas acabou reconhecendo que efetivamente se tratava de um aparato procedente da China.

“Trata-se de uma aeronave civil utilizada para fins científicos, principalmente meteorológicos”, declarou um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês em comunicado. Por causa do vento, o balão “desviou sua trajetória”, disse, e acrescentou que o seu país “lamenta” que o mesmo tivesse ingressado no espaço aéreo dos Estados Unidos por “uma força maior”.

Antony Blinken, secretário de estado dos Estados Unidos, durante discurso — Foto: Leah Millis/REUTERS

“Posso dizer que o balão se dirige para o leste e se encontra atualmente sobre o centro do país”, a 18 mil metros de altitude, e permanecerá em território americano por alguns dias, informou o porta-voz do Pentágono. O balão voa “a uma altitude muito acima da do tráfego aéreo comercial e não representa uma ameaça militar ou física para as pessoas em terra”.

Segundo a imprensa americana, o balão sobrevoou as Ilhas Aleutas, no norte do Oceano Pacífico, e o Canadá, antes de entrar no espaço aéreo dos Estados Unidos, há dois dias. O balão sobrevoou o estado de Montana, que abriga instalações de mísseis nucleares, onde foram mobilizados aviões de combate que se aproximaram dele, informou ontem um funcionário do Pentágono, que pediu para não ser identificado.

Segundo essa fonte, decidiu-se por não derrubar o balão devido aos riscos que representariam os possíveis destroços para as pessoas em terra. Além disso, o Pentágono considerou “limitada” a capacidade do objeto para coletar informações.

O governo canadense acrescentou que estava investigando um “segundo incidente potencial”. “O Canadá está tomando medidas para garantir a segurança de seu espaço aéreo, incluído o monitoramento de um possível segundo incidente”, informou o Ministério da Defesa canadense em comunicado, sem entrar em detalhes.

O presidente dos EUA, Joe Biden, durante entrevista coletiva de imprensa para explicar documentos confidenciais do governo encontrados em sua garagem, em 12 de janeiro de 2023. — Foto: Andrew Harnik/ AP

Esta não é a primeira vez que o Exército americano registra uma intrusão deste tipo, mas, nesta ocasião, o objeto permaneceu mais tempo no espaço aéreo dos Estados Unidos. O incidente desencadeou fortes reações entre os políticos americanos.

“Esta violação da soberania americana, poucos dias antes da visita do secretário de Estado Blinken à China, mostra que os sinais recentes de abertura” por parte das autoridades chinesas “não refletem uma mudança real de política”, comentaram os líderes republicano e democrata de um comitê parlamentar sobre a China, Mike Gallagher e Raja Krishnamoorthi.

“Derrubem esse balão!”, pediu o ex-presidente republicano Donald Trump em sua rede social, Truth Social.

A visita de Blinken à China seria a primeira de um secretário de Estado americano desde outubro de 2018, no momento em que os dois países tentam evitar que as tensões entre ambos levem a um conflito aberto. Entre os muitos temas polêmicos, se destaca a autonomia de Taiwan, que a China considera parte de seu território, e as atividades de Pequim no Mar do Sul da China.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

loteria-americana-powerball-sorteia-premio-de-r$-3,5-bilhoes-neste-sabado

G1 Mundo

Loteria americana Powerball sorteia prêmio de R$ 3,5 bilhões neste sábado

O valor chegou a esse montante porque não há nenhum vencedor desde 19 de novembro. Bom Dia Brasil explica como funciona loteria americana Powerball, acumulada em US$ 1,5 bi Uma das loterias que pagam um dos valores mais altos nos Estados Unidos, a Powerball, acumulou prêmios e, neste sábado (4) vai sortear cerca de US$ 700 milhões (R$ 3,5 bilhões). O valor chegou a esse montante porque não houve nenhum […]

today4 de fevereiro de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%