G1 Mundo

Sete palestinos em Gaza pedem asilo ao Brasil e devem viajar no voo da FAB após abertura da fronteira

today24 de outubro de 2023 2

Fundo
share close

Outros três palestinos que são parentes de brasileiros também abriram pedidos de imigração para o Brasil, disse o embaixador na Palestina, Alessandro Candeas. Neste caso, eles tramitam um processo de reagrupação familiar.

Com isso, o número total de pessoas que a Embaixada tenta retirar de Gaza é agora de 32 – uma família que havia desistido de ir ao Brasil mudou de ideia e reintegrou o grupo, agora composto por:

  • Dezessete crianças
  • Nove mulheres
  • Seis homens



Metade do grupo está em Rafah, a cidade fronteiriça entre o sul de Gaza e o Egito e por onde milhares de pessoas esperam a abertura dos postos de controle para deixar o território. Outra metade aguarda a liberação em uma casa em Khan Younes, cidade também no sul da Faixa de Gaza e que tem sido alvo de bombardeios.

O grupo espera a abertura da fronteira entre Gaza e o Egito, que está fechada. As negociações para liberar a passagem a estrangeiros, travada entre os governos israelense e egípcio, estão travadas há dias.

Do outro lado da fronteira, segundo o embaixador, veículos contratados pelo Itamaraty estão de prontidão para receber o grupo de brasileiros e palestinos em processo de imigração, caso consigam cruzar a fronteira.

Neste caso, eles serão levados de lá ao Cairo, onde um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) os transportará ao Brasil.

Saída proibida a palestinos

O lado de Gaza na passagem de Rafah, 15 de outubro de 2023. — Foto: Maxar Technologies/Handout via REUTERS

Os dez palestinos que integram a lista só conseguirão deixar a Faixa de Gaza porque foram autorizados pela Embaixada.

Isso porque o acordo que os governos de Israel e do Egito negociam para abrir a passagem de Rafah – contempla apenas a saída de estrangeiros da Faixa de Gaza. Exclui, portanto, a grande maioria dos mais de 2 milhões de palestinos que vivem no território – apenas aqueles que têm dupla nacionalidade poderão passar.

Localizada entre o sul de Gaza e o nordeste do Egito, Rafah é a única saída da Faixa de Gaza fora das fronteiras com Israel. Por conta disso, se tornou um ponto de concentração para milhares de palestinos e centenas de estrangeiros que tentam deixar o território.

Em tempos normais, essa fronteira também é fechada para a saída de palestinos, que só conseguem cruzar a fronteira em direção ao Egito em casos excepcionais, como emergências médicas previamente autorizadas.

Tanto o presidente do Egito quanto o Hamas – cujo braço político governa a Faixa de Gaza – já afirmaram que cidadãos palestinos não serão permitidos nessa passagem.

O Egito teme que saída em massa de palestinos faça com que o conflito migre para seu território, e o Hamas acusa Israel de tentar esvaziar a Faixa de Gaza para posteriormente ocupá-la.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

o-que-batalhas-urbanas-do-passado-revelam-sobre-riscos-de-invasao-israelense-em-gaza

G1 Mundo

O que batalhas urbanas do passado revelam sobre riscos de invasão israelense em Gaza

O país diz que, desde domingo (22/10), suas forças têm atravessado a fronteira com a faixa de Gaza em "incursões limitadas". Feras Kilani, jornalista do serviço árabe da BBC, cobriu várias guerras no Oriente Médio e, em muitas ocasiões, fez reportagens a partir de Gaza. Agora ele analisa o que uma incursão de grande escala pode significar. Durante uma visita ao campo de refugiados de Al-Shati, no norte de Gaza, […]

today24 de outubro de 2023 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%