G1 Santos

Sobrinho que matou e amarrou tia com coleira de cachorro vai a julgamento em Santos

today22 de novembro de 2023

Fundo
share close

Chrystian Luiz Ayres Pontes, acusado de matar a própria tia, de 81 anos, e amarrá-la com uma coleira de cachorro em Santos, no litoral de São Paulo, será julgado na tarde desta quarta-feira (22) no Fórum da cidade. O crime ocorreu em 30 de julho do ano passado, um dia após o aniversário da vítima.

As testemunhas que devem ser ouvidas são o policial militar Eder Ferreira Borges, o policial civil Gerson Simões, Michel Luiz Ayres Pontes e José Carlos Alberto dos Santos.

Segundo o advogado de defesa de Chrystian, Fábio Hipolytto, “existem algumas dúvidas sobre a autoria, mas em julgamentos tudo pode acontecer no decorrer dos trabalhos”.



O assassinato foi no dia 30 de julho, na casa de Neide, e a Polícia Militar (PM) foi acionada na madrugada do dia 31. A vítima foi encontrada morta em cima da cama, na própria casa dela, na Praça Joaquim Murtinho, no bairro do Embaré.

Apontado como o principal suspeito do crime, Chrystian foi encontrado no bairro Vila Mathias no dia seguinte. Ele confessou o assassinato e foi preso.

O delegado do 3° Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), Thiago Nemi Bonametti, informou ao g1 que o acusado disse que a idosa o perseguia e, por isso, ele teria invadido a casa dela para tirar satisfações.

Bonametti ainda informou que o homem disse aos policiais que o “sangue subiu à cabeça” e que ele teria asfixiado a tia com as mãos. Em seguida, teria amarrado uma coleira de cachorro no rosto dela, entre a boca e o pescoço.

Segundo apurado pelo g1, ele também confessou que depois de matar a tia voltou ao imóvel para furtar uma televisão. Ele disse que vendeu o aparelho por R$ 850, comprou entorpecentes e teve relações com uma garota de programa.

VÍDEOS: g1 Santos em 1 Minuto




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘isto-nao-e-mais-guerra,-e-terrorismo’,-diz-papa-apos-encontro-com-parentes-de-vitimas-da-guerra-no-oriente-medio

G1 Mundo

‘Isto não é mais guerra, é terrorismo’, diz Papa após encontro com parentes de vítimas da guerra no Oriente Médio

"Ambos os lados estão sofrendo. É isto que as guerras fazem. Mas, neste caso, fomos além das guerras. Isto não é guerra. Isto é terrorismo", disse o pontífice. A fala do papa (veja vídeo acima), uma das mais duras desde o início da guerra no Oriente Médio, foi feita na audiência semanal na Praça São Pedro, no Vaticano, após o pontífice se reunir com parentes de reféns do Hamas e […]

today22 de novembro de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%