G1 Santos

Suspeito de atirar na ex-mulher liga para sogros para confessar crime e promete ‘terminar serviço’

today6 de setembro de 2023 2

Fundo
share close

O caso aconteceu em uma papelaria que pertence à mulher, na Avenida Domingos da Costa Grimaldi, no bairro Jardim Peruíbe. Ela foi internada no Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande, após ser baleada na cabeça, tórax e mão. De acordo com a família, o estado de saúde dela é estável. A Polícia Civil investiga o caso e busca pelo autor.

Segundo a mãe da vítima, que prefere não ter a identidade revelada, o homem ligou para contar que havia atirado na filha do casal e para “prometer” matar os dois na sequência. As ameaças já foram informadas à Polícia Civil.

“Ligou avisando que tinha atirado nela e que tiraria a própria vida. Depois nos ameaçou, dizendo que já tinha ‘encomendado’ para que alguém terminasse o serviço”, lembrou a mãe da vítima.



“Estamos trancados em casa, com as câmeras ligadas e esperando para ver se ele aparece. Estamos de braços cruzados, mas orando”.

Crime aconteceu em papelaria que pertence à vítima, em Peruíbe (SP) — Foto: Dione Aguiar/TV Tribuna

De acordo com a mãe da vítima, a filha, de 41 anos, e o homem, de 45, moraram juntos por mais de quatro anos e, desde maio deste ano, a mulher tentava terminar o relacionamento. “Ele dizia que, se ela se separasse, ele a mataria”, complementou.

A mãe da mulher baleada acrescentou que o ataque aconteceu após as discussões pelo rompimento diminuírem. “Ele achou que todo mundo estava ‘desarmado’, e realmente estávamos. Apareceu de surpresa, quando ela estava sozinha na loja, e descarregou o revólver”, disse.

Ao g1, a mãe acrescentou que a filha já tinha uma medida protetiva contra o ex-companheiro. “Sentimento de impunidade. Revolta com essas agressões contra as mulheres e o despeito dos homens que não aceitam a separação”, complementou.

Por fim, a mãe afirmou que a filha segue internada no Hospital Irmã Dulce. Segundo ela, o tiro na cabeça pegou “de raspão”, o disparo no tórax ficou deixou a bala alojada, que não deve ser “mexida” pelos médicos no momento, e o ferimento na mão necessitará de cirurgia, que deve acontecer ainda nesta quarta-feira.

A tentativa de feminicídio aconteceu na manhã de terça-feira (5), dentro de uma papelaria que pertence à vítima, no bairro Jardim Peruíbe.

A mulher inicialmente foi levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, mas depois foi encaminhada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande, onde foi internada.

De acordo com a SSP-SP, a própria vítima informou aos policiais militares que atenderam a ocorrência, ainda na UPA, que o crime foi cometido pelo ex-marido dela, de 45 anos.

Conforme informado pela pasta, as autoridades solicitaram perícia no local do crime. No BO, foi registrado que um perito localizou um revólver calibre .38, com numeração raspada, além de três projéteis – referentes aos três tiros sofridos pela vítima – no endereço da papelaria.

O caso foi registrado como violência doméstica e tentativa de feminicídio na Delegacia de Peruíbe e é investigado pela Polícia Civil.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ex-lider-de-grupo-de-extrema-direita-dos-eua,-acusado-de-comandar-o-ataque-ao-capitolio-a-distancia,-e-condenado-a-22-anos

G1 Mundo

Ex-líder de grupo de extrema direita dos EUA, acusado de comandar o ataque ao Capitólio à distância, é condenado a 22 anos

Os promotores haviam pedido uma pena de 33 anos de prisão para Enrique Tarrio, que nem mesmo estava em Washington DC no dia do ataque. Enrique Tarrio durante evento do grupo "Proud Boys" em Portland nos EUA em 17 de agosto de 2019 — Foto: Noah Berger/AP Enrique Tarrio, ex-líder do grupo de extrema direita Proud Boys, foi condenado, nesta terça-feira (5), a 22 anos de prisão, a sentença mais […]

today6 de setembro de 2023 16

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%