G1 Mundo

Suspeitos de assassinarem candidato Fernando Villavicencio, do Equador, são mortos na prisão

today7 de outubro de 2023 3

Fundo
share close

Villavicencio foi assassinado em agosto, a poucos dias da eleição, quando deixava um comício em Quito. O candidato foi alvo de um ataque a tiros.

De acordo com o departamento do governo que cuidada das pessoas privadas de liberdade, os presos foram mortos dentro de uma penitenciária de Guayaquil, na região sudoeste do país.

Os presos foram mortos na tarde desta sexta-feira. As autoridades informaram que todos os assassinados são colombianos.



“O governo nacional condena o ocorrido e reforça sua vontade política para colaborar com as investigações pertinentes a fim de identificar os responsáveis intelectuais do crime contra o ex-candidato”, diz um comunicado.

Em uma rede social, o presidente Guillermo Lasso afirmou que ordenou uma reunião imediata do Gabinete de Segurança após o ocorrido.

“Nem cumplicidade nem encobrimento, aqui a verdade será conhecida”, escreveu.

Vídeo mostra o momento em que o candidato à presidência do Equador é assassinado

Vídeo mostra o momento em que o candidato à presidência do Equador é assassinado

Fernando Villavicencio foi assassinado no dia 9 de agosto. Imagens feitas naquele dia registraram o momento em que o candidato deixa um comício e entra em um carro. Depois disso, vários disparos de arma de fogo foram feitos. Veja acima.

O candidato foi baleado na cabeça e não resistiu aos ferimentos. No mesmo dia, seis colombianos foram presos. Um outro suspeito morreu em um confronto armado com seguranças de Villavicencio.

Ex-jornalista e ex-sindicalista, Villavicencio tinha 59 anos e, durante carreira, fez denúncias contra o governo. Ele chegou a ser condenado por injúria, em 2014.

Já entre 2021 e 2023, atuou como deputado federal. Ele se declarava como defensor das causas sociais indígenas e dos trabalhadores.

Após a morte, Villavicencio foi substituído por Christian Zurita na chapa presidencial. Ele ficou em terceiro lugar na disputa. O segundo turno das eleições está marcado para 15 de outubro e será entre a esquerdista Luisa González e o direitista Daniel Noboa.

O Equador enfrenta há anos uma onda de violência ligada ao narcotráfico, principalmente por ter se tornado uma rota importante de transporte da droga para os Estados Unidos e por ter recebido grupos criminosos vindos da Colômbia.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

bailarina-do-litoral-de-sp-vai-representar-a-america-latina-em-competicao-mundial

G1 Santos

Bailarina do litoral de SP vai representar a América Latina em competição mundial

Uma bailarina de São Vicente, no litoral de São Paulo, foi a única mulher da América Latina selecionada para a final da competição Prix de Lausanne, que será realizada na Suíça, em janeiro de 2024. Luisa Lisboa, de 15 anos, participou de várias fases de seleção com envio de vídeos com sequências de balé clássico e dança contemporânea e uma seletiva realizada em Córdoba, na Argentina. Luisa iniciou no Balé […]

today7 de outubro de 2023 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%