G1 Mundo

Tartarugas gigantes, vulcões, Andes, Amazônia e dólar como moeda: saiba mais sobre o Equador

today10 de agosto de 2023 21

Fundo
share close

A economia é baseada fortemente no petróleo e tem o dólar americano como moeda oficial. Ex-colônia espanhola, o país tem a história marcada por grande instabilidade política, golpes de estado e inúmeras mudanças na sua Constituição.

O território abrange um pedaço da Cordilheira dos Andes, cadeia montanhosa mais extensa do mundo, e parte da Floresta Amazônica.

Abaixo, saiba mais sobre a realidade do Equador:



  • Fronteiras: O Equador é um dos dois países da América do Sul que não fazem fronteira com o Brasil – não há voos diretos daqui para lá. Banhado pelo Oceano Pacífico, faz divisa com a Colômbia e o Peru.
  • População: Possui cerca de 16,5 milhões de habitantes (segundo dados de 2022 da ONU), a maioria vivendo na zona urbana.
  • Maiores cidades: A capital, Quito, tem em torno de 2 milhões de moradores e é a segunda maior. A primeira é Guayaquil, com aproximadamente 3 milhões.
  • Clima: Varia de quente e úmido ao frio de montanha nos terrenos mais elevados, na Cordilheira dos Andes. Parte do seu território integra a Bacia do Amazonas, onde se localiza uma parcela da Floresta Amazônica.
  • Vulcões: O Equador tem cerca de uma dezena de vulcões ativos.
  • ‘Metade do mundo’: Próximo a Quito fica um parque chamado Cidade da Metade do Mundo, que abriga o monumento indicando a passagem da Linha do Equador, que divide o planeta em dois hemisférios.

Vulcão Tungurahua, a 135 km de Quito, em atividade — Foto: Carlos Campana / Reuters

A economia, considerada em desenvolvimento, é baseada na exploração de recursos mineirais, especialmente petróleo, principal produto de exportação do país.

No ano 2000, o Equador substituiu a sua moeda nacional pelo dólar americano, o que ajudou a estabilizar o cenário econômico.

De acordo com o Banco Mundial, no entanto, a economia sofreu um baque na pandemia e ainda vem se recuperado gradualmente, o que se reflete em:

  • altas taxas de informalidade no mercado de trabalho;
  • acesso desigual aos serviços públicos.

O IDH equatoriano, índice que leva em conta diferentes quesitos como longevidade, educação e condições financeiras, é de 0,740.

Para efeito de comparação, o Chile, mais bem colocado da América Latina, está em 42º no ranking, com 0,855 de IDH. O Brasil ocupa o 87º lugar da lista, com 0,754 de IDH.

A taxa de alfabetização da população de 15 a 24 anos é de 94,9%, segundo o Instituto de Estatística da Unesco, mas, entre os idosos acima de 65 anos, cai bastante: é de 67,9%.

Nos últimos anos, o Equador enfrenta a violência ligada ao narcotráfico. A criminalidade no país fez com que a taxa de homicídios dobrasse em 2022, chegando a 25 mortes a cada 100 mil habitantes.

  • Ex-colônia espanhola, o Equador passou a integrar o território independente da Grão-Colômbia (que iria originar a Colômbia), do qual se separou em 1830.
  • Segundo a Fundação Perseu Abramo, entre 1830 e 1998, foram promulgadas 19 Constituições no Equador, cada uma simbolizando um destes momentos de ruptura e convulsão política.
  • O poder esteve nas mãos de militares algumas vezes em sua história após a declaração de independência da Grão-Colômbia. A última vez foi na década de 70.
  • Agora, o país passa por outro período de turbulência, que levou ao assassinato do candidato à presidência Fernando Villavicencio e à decretação do estado de exceção a apenas a 11 dias das eleições, marcadas para o dia 20 de agosto.

Conhecido mundialmente pela grande biodiversidade, o arquipélago de Galápagos abriga espécies de animais que só existem lá.

O local é habitado por leões-marinhos, tartarugas gigantes que podem viver até 200 anos, aves e répteis, como iguanas.

Novas espécies de tartarugas são achadas em Galápagos, no Equador

Novas espécies de tartarugas são achadas em Galápagos, no Equador

A exclusividade em sua fauna chamou a atenção de Charles Darwin que escolheu as ilhas para a pesquisa que deu origem à teoria da evolução das espécies.

Darwin visitou 4 das 13 ilhas do local e observou que:

  • o mesmo pássaro, o tentilhão, tinha pequenas diferenças na cor e no formato dos bicos dependendo da ilha onde estava;
  • as iguanas, como em nenhum outro lugar, se tornaram seres marinhos; e
  • as tartarugas gigantes tinham um formato de casco diferente em cada ilha.

Com base nessas observações, ele desenvolveu sua teoria em que diz que é o ambiente, por meio da seleção natural, determina a importância da característica do indivíduo ou de suas variações.

De acordo com a seleção natural, o ser mais apto sobrevive e passa suas características aos descendentes.

Abaixo, veja um vídeo que explica a Teoria da Evolução de Darwin:

Conheça a teoria da evolução de Darwin

Conheça a teoria da evolução de Darwin




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

violencia,-eleicao-antecipada,-assassinato:-ponto-a-ponto-para-entender-a-crise

G1 Mundo

Violência, eleição antecipada, assassinato: ponto a ponto para entender a crise

Entenda, a partir dos 5 pontos abaixo, o que está acontecendo no Equador: OEA e líderes internacionais condenam assassinato de candidato à Presidência no Equador Vizinho de Colômbia e Peru, o Equador é um dos dois únicos países da América do Sul que não fazem fronteira com o Brasil — o outro é o Chile. O país foi batizado com o mesmo nome da linha imaginária que corta o planeta […]

today10 de agosto de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%