G1 Santos

Taxista é encontrado morto em apartamento com pernas e braços amarrados

today20 de fevereiro de 2024 2

Fundo
share close

Um taxista, de 51 anos, foi encontrado morto, com os braços e pernas amarrados, no apartamento dele em São Paulo (SP). O g1 apurou, nesta terça-feira (20), que o corpo de Francisco De Assis Bezerra Da Silva foi localizado por outros quatro taxistas, que procuravam pelo colega após o carro dele ser encontrado abandonado e incendiado em Praia Grande, no litoral paulista.

Conforme registrado em dois boletins de ocorrência sobre o caso, o corpo de Francisco foi encontrado em um apartamento na Rua Jurupari, no bairro Jabaquara, Zona Sul de São Paulo, na última segunda-feira (19). O carro dele, porém, foi localizado horas antes, na Rua Serra da Leoa, no bairro Nova Mirim, em Praia Grande. A causa da morte da vítima ainda não foi divulgada oficialmente.

De acordo com o BO, quatro taxistas – não identificados – procuraram por Francisco no prédio dele. No local, os homens explicaram para a síndica do condomínio que o motorista estava desaparecido, tendo o carro dele sido encontrado abandonado na Baixada Santista.



A porta do apartamento da vítima foi aberta por um chaveiro acionado pelo grupo. O corpo foi encontrado coberto por um edredom ao lado da cama.

Ainda segundo o BO, os homens retiraram o tecido de cima do cadáver e viram Francisco, com as mãos e os pés amarrados por uma fita adesiva acrílica. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado e constatou a morte no local.

Conforme registrado no BO, uma viatura da PM foi acionada para uma ocorrência de incêndio no bairro Nova Mirim, em Praia Grande. No entanto, os agentes encontraram no local apenas o carro de Francisco. O automóvel, ainda segundo o registro policial, faz parte de uma cooperativa de táxi.

Os agentes relataram no BO que encontraram “sinais de incêndio” no interior do veículo, com danos nos bancos dianteiros e no teto. Nas imagens, obtidas pelo g1, é possível ver o veículo abandonado na via.

Um policial também encontrou um cartão de identificação da cooperativa no porta-luvas. O dono da companhia o atendeu e afirmou que o automóvel estava na posse de Francisco, que não atendia as ligações e não usava o celular desde o último dia 18 de fevereiro.

Um boletim de ocorrência sobre o corpo encontrado no apartamento foi registrado no 16º Distrito Policial da capital paulista (Vila Clementino). No entanto, o BO sobre o veículo abandonado foi registrado no 3º DP de Praia Grande.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

operacao-verao-chega-a-28-mortos-no-litoral-de-sp-e-alcanca-numero-de-vitimas-da-operacao-escudo-em-2023;-relembre

G1 Santos

Operação Verão chega a 28 mortos no litoral de SP e alcança número de vítimas da Operação Escudo em 2023; relembre

Gabinete de Segurança Pública retorna para SP após 13 dias de operação na Baixada Santista Em nota, a SSP-SP afirmou que todos os casos da ação atual são rigorosamente investigados pela 3ª Delegacia de Homicídios da Deic de Santos (SP) com o acompanhamento do Ministério Público e do Poder Judiciário. PM da Rota morto era da capital de SP e estava em serviço quando foi atingido por criminosos — Foto: […]

today20 de fevereiro de 2024 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%