G1 Santos

Técnico em enfermagem filmado passando a mão nas partes íntimas de colega enquanto dormia é condenado a 17 anos; VÍDEO

today4 de setembro de 2022 161

Fundo
share close

Ao menos oito mulheres o denunciaram por importunação sexual e uma adolescente foi vítima de estupro de vulnerável. Crimes ocorreram em Hospital de Peruíbe, no litoral de SP.



Vídeo mostra técnico em enfermagem tentando passar a mão em colega de trabalho que dormia em hospital

Vídeo mostra técnico em enfermagem tentando passar a mão em colega de trabalho que dormia em hospital

Um técnico em enfermagem, de 46 anos, foi condenado a 17 de prisão por importunação sexual e estupro de vulnerável. O homem, que não teve o nome divulgado, foi denunciado por ao menos oito colegas de trabalho e uma adolescente. De acordo com as vítimas, ele passava as mãos nas partes íntimas delas enquanto dormiam na sala de descanso do Hospital de Peruíbe, no litoral de São Paulo. (Veja cenas do crime acima)

O homem que está preso desde 2021havia sido indiciado pelos crimes contra as profissionais e a menor de idade. Segundo a promotoria de justiça, tanto a acusação quanto a defesa do réu recorreram no processo antes da audiência, que aconteceu no Fórum de Peruíbe. Apesar da condenação, ainda cabe recurso.

A vítima que abriu a denúncia contra o técnico em enfermagem, que prefere não ser identificada, disse ao g1 que o condenado teria realizado ações de importunação sexual contra mais mulheres do que consta oficialmente, porque, segundo ela, nem todas prestaram depoimento à polícia.

A vítima revelou estar aliviada com a decisão. “Tivemos justiça. As pessoas, principalmente as mulheres, têm que entender que não adianta ver situações e se calarem. Têm que abrir a boca mesmo e tentar fazer justiça.”

Homem fazia uma espécie de ‘túnel’ para camuflar a mão quando assediava as mulheres — Foto: g1 Santos

As imagens mostram o suspeito deitado em um colchão no chão da sala de descanso da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, e outra funcionária dormindo em uma cama próxima. É possível vê-lo colocando a mão na cama dela, por baixo do cobertor, para passar a mão na mulher.

LEIA MAIS:

Conforme a investigação policial, o suspeito aproveitava quando as mulheres estavam dormindo na sala para passar a mão nas partes íntimas delas, como seios, nádegas e genitais.

Polícia em Peruíbe investiga denúncias contra técnico em enfermagem por assédio

Polícia em Peruíbe investiga denúncias contra técnico em enfermagem por assédio

O técnico em enfermagem foi preso no dia 4 de dezembro de 2021 após a Polícia Civil cumprir um mandado de prisão temporária contra ele, por importunação sexual e estupro de vulnerável. Segundo apurado pelo g1, os crimes aconteceram de 2018 em diante.

Após um colega de trabalho tê-lo denunciado, outras duas foram à polícia e informaram terem sido vítimas entre 2014 e 2016. O caso começou a ser investigado pela polícia.

O g1 tentou localizar o advogado do suspeito, mas não conseguiu até a última atualização desta reportagem.

Colchões onde a profissionais de saúde dormiam e eram acordadas com técnico em enfermagem as tocando — Foto: g1 Santos

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ex-alunas-denunciam-professor-investigado-por-importunar-sexualmente-crianca-de-11-anos-no-interior-de-sp:-‘nojento’

G1 Santos

Ex-alunas denunciam professor investigado por importunar sexualmente criança de 11 anos no interior de SP: ‘nojento’

A mãe da menina de 11 anos que denunciou um professor da Escola Estadual Maria Aparecida Viana Muniz em Eldorado, no interior de São Paulo, por importunação sexual recebeu diversos relatos semelhantes de ex-alunas. O g1 conversou com algumas delas que disseram que o professor age dessa forma há pelo menos oito anos. A Polícia Civil investiga a denúncia. Em nota, a Secretaria de Educação do Estado afirmou que abrirá […]

today4 de setembro de 2022 17

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%