G1 Santos

Torta seca de banana é herança de família que vive em sítio em Sete Barras; conheça e veja receita

today11 de agosto de 2023 2

Fundo
share close

Segundo a Associação dos Bananicultores do Vale do Ribeira (Abavar), São Paulo é a maior região produtora de bananas do Brasil. O Vale do Ribeira e Litoral Sul têm a maior área em extensão com o plantio de bananeiras, cerca de 35,6 mil hectares.

Cerca de 60% da produção da região é de banana nanica, 30% é de banana prata e ainda há 10% de outras variedades como banana terra, maçã e ouro. O perfil do produtor, em sua grande maioria do Vale do Ribeira, é de pequeno produtor e agricultura familiar. São mais de 4 mil produtores da fruta na região. Não há dados sobre quanto a produção de bananas orgânicas na região, mas essa é uma tendência que crescendo na região.

Sítio Tapirapé, em Sete Barras, no Vale do Ribeira — Foto: Olívia Nóbrega



O sítio Tapirapé, que fica entre o Parque Intervales e uma área de proteção ambiental, em Sete Barras. No local, são produzidos apenas alimentos orgânicos. “Minha irmã comprou esse sítio com meu ex-cunhado. Ela queria um sítio que ela pudesse começar a trabalhar com a produção orgânica”, conta Olívia Nóbrega.

Formada em contabilidade, ela nasceu em Miracatu, mas viveu por cerca de 22 anos em Florianópolis trabalhando com contabilidade. Há 8 anos, ela resolveu ir morar com a irmã e a mãe no sítio. De volta ao Vale, ela aprendeu sobre técnicas de cultivo, a respeito da produção e da comercialização dos produtos.

Bananas orgânicas do sítio Tapirapé, em Sete Barras — Foto: Mariane Rossi/g1

No sítio, a maior produção é de banana orgânica, seguido de palmito pupunha. A família também implantou o sistema de agrofloresta. Nesse modelo agrícola, em uma mesma área, há produção de alimentos e a preservação das espécies nativas, conservando o solo e diminuindo a pressão pelo uso da terra.

“É a harmonia entre as espécies, que você não precisa derrubar uma árvore, você vai podando, os galhos você aproveita. Você tem a luminosidade, para plantar outros tipos de cultivar, como inhame, mandioca e taioba. Temos a certificação há 10 anos [de produção orgânica]”, conta.

Após a morte da irmã, Olívia assumiu o comando do sítio. Além de vender os produtos orgânicos em feiras e para fornecedores, ela também começou a preparar produtos com os alimentos do sítio, dando origem a geleias, conservas, molhos, balinhas e licores.

Produtos produzidos por Olívia Nóbrega, a partir dos alimentos orgânicos do sítio Tapirapé, em Sete Barras — Foto: Olívia Nóbrega

Ela também prepara pratos com a banana, o palmito pupunha, mandioca, inhame, batata doce e outros alimentos que produz no sítio. “Faço receitas bem diferentes, tem muitos consumidores veganos e vegetarianos”

Uma das receitas que mais gosta, também a faz lembrar da família, da época em que morava em Miracatu. A torta de banana seca é feita com poucos ingredientes (veja a receita completa abaixo) e era preparada pela mãe e pela tia de Olívia. “Quando eu era criança tinha bananal para tudo quando era lado. A tia do meu pai fazia essa torta”

Hoje, é ela quem faz a receita, com as próprias bananas orgânicas que cultiva no sítio. Uma herança familiar cheia de sabor. “Eu lembro da gente criança, se abava de comer essa torta. Na região, muita gente fazia essa torta. Ela é bem tradicional”.

Olívia Nóbrega e a torta de banana, receita de família — Foto: Mariane Rossi/g1

Receita de torta seca de banana

  • 3 xícaras de farinha de trigo
  • 1 xícara e meia de açúcar
  • 1 colheres de sopa de canela em pó
  • 10 a 12 bananas nanica bem maduras fatiadas na horizontal
  • 150 gr. de margarina gelada

Torta seca de banana, feita pelo Olívia Nóbrega — Foto: Mariane Rossi/g1

Modo de preparo: Misture a farinha de trigo com o açúcar e a canela. Reserve. Unte com margarina uma forma retangular ou quadrada (pode ser refratária, de teflon ou alumínio). Polvilhe parte da mistura de farinha, açúcar e canela formando uma camada. Cubra essa camada com as fatias de banana.

Em seguida, corte em cubinhos finos a margarina e disponha sobre a camada de banana até formar uma camada. Repita o processo com a farinha, a banana e a margarina, finalizando com a camada de banana. Salpique açúcar e canela e leve ao forno médio por 30 a 40 minutos.

Torta de banana seca feita por Olívia Nóbrega — Foto: Mariane Rossi/g1

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

final-da-taca-das-favelas-acontece-neste-domingo

Prefeitura de Guarujá

Final da Taça das Favelas acontece neste domingo

Os jogos acontecem entre Conceiçãozinha e Prainha pelo masculino e Santa Rosa e Agenor de Campos, pelo feminino A grande final da Taça das Favelas 2023 de Guarujá acontece neste domingo (13), às 9 horas, no Campo do Esporte Clube Santa Rosa (Avenida Artur Paixão, 193 – Vila Ligya). Pelo masculino, o jogo acontece entre Conceiçãozinha e Prainha. Já pela categoria feminina, a equipe de Santa Rosa enfrenta o time […]

today11 de agosto de 2023 20

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%