G1 Santos

Troca de conversas aponta esquema de Dudu, do Palmeiras, para evitar partilha de bens com ex-companheira; veja

today5 de abril de 2024

Fundo
share close

Ainda conforme apurado pelo g1, com pessoas próximas ao casal, as escrituras públicas de declaração de união estável e pacto antenupcial, que estabelece um regime de separação total de bens [em que ela não teria direito à partilha de patrimônio], teriam sido assinadas por Mallu.

As folhas, referentes ao assunto, teriam sido colocadas no meio de uma papelada com outras documentações. Por isso, a mulher não sabia do conteúdo. A assinatura teria ocorrido dentro do Centro de Treinamento (CT) do Palmeiras em janeiro de 2019.

Na época, o jogador ainda estava com a companheira, mas pensava em se separar. Como ele estava sendo sondado por times da China, usou este argumento para solicitar a assinatura de documentos de Mallu. Ainda conforme apurado pela reportagem, Dudu contou com auxílio do consultor financeiro Antônio Calil.



Uma conversa entre Calil e o ex-empresário do jogador, Thiago Donda, mostra preocupação por parte do consultor financeiro. Ele diz para o empresário pedir para Dudu excluir a mensagem que havia mandado perguntando se Mallu teria direito aos bens depois de assinar “aquele papel” (veja abaixo).

Conversas em dezembro de 2019 mostram preocupação de Dudu com partilha de bens — Foto: g1 Santos

O g1 apurou que os papéis teriam sido assinados na presença de uma cartorária, que teria sido paga para formalizar as escrituras públicas. Em conversa obtida pelo g1, é possível ver a suposta negociação entre a mulher e Calil. Entre os pedidos, ela cita camisas [que seriam do Palmeiras].

Além disso, um grupo com funcionários de Dudu comemora o esquema organizado pelo consultor financeiro (confira abaixo).

Conversas falam sobre suposto documento assinado por Mallu Ohana — Foto: g1 Santos

As escrituras públicas estabelecendo regime de separação total de bens foram apresentadas à Justiça pela defesa de Dudu. Porém, no decorrer do processo, que corre em segredo de Justiça, Mallu argumentou que jamais tinha assinado os documentos.

Apesar disso, o TJ-SP entendeu que Dudu deve partilhar o patrimônio adquirido entre 2009 e 2019 com a ex-companheira, pois o pacto antenupcial não retroage (tem efeito sobre o passado). Sendo assim, não valeria para antes da assinatura [em janeiro de 2019], no tocante ao regime de bens.

Desta forma, ficou definida divisão parcial dos bens adquiridos pelo casal ao longo dos anos de relacionamento.

A defesa de Mallu, formada pelos advogados Marcus Vinicius Rosa e Alessandra D. Matallo, informou ao g1 que o caso corre sob segredo de justiça. No entanto, afirmou que recebeu com surpresa a informação sobre a indução ao erro nas escrituras. Apesar disso, os advogados afirmaram que o caso sempre causou estranheza, já que a mulher negava a assinatura.

Defesa de Mallu é formada pelos advogados Marcus Vinicius Rosa e Alessandra D. Matallo. — Foto: Arquivo Pessoal

Em nota, a defesa do jogador disse que as afirmações expostas não traduzem as decisões judiciais proferidas pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, que entendeu legítimo o Pacto de Separação Total de Bens, reconhecendo a sua validade a partir da data da celebração.

Os advogados, por meio de nota, disseram que a ex-mulher do jogador renunciou ao direito de realizar provas porque sabe ter sido legítima e válida a escritura e os episódios de acusações mútuas, todas sem sentido, estão superados no processo judicial.

“As partes conversam de forma respeitosa, optam pelo diálogo e esperam que a questão seja resolvida na maior brevidade possível, dentro dos trâmites legais”.

Procurado pela reportagem, o consultor financeiro Antônio Calil não se manifestou até a publicação desta matéria.

Dudu sofre grave lesão no joelho direito e só volta em 2024

Dudu sofre grave lesão no joelho direito e só volta em 2024

Além da briga judicial, recentemente, o jogador Dudu denunciou ter sofrido um golpe de R$ 18 milhões. A acusação aponta possível envolvimento de funcionários de um banco, de um cartório em São Paulo e do ex-empresário e padrinho de casamento do atacante, Thiago Donda. Estão sendo avaliados crimes de estelionato, falsificação de documento público, falsidade ideológica e associação criminosa.

A defesa de Thiago Donda, formada pelo advogado Wellington Vieira Martins Júnior, informou que provará a inocência do empresário em Justiça.

“Em respeito ao segredo de Justiça decretado nos autos, contra a vontade da defesa, pois o Thiago tem muito a dizer e certamente seria importante que tais fatos se tornassem público, para que a imagem do Thiago, desgastada de forma irresponsável e quiçá criminosa, fosse efetivamente recuperada. Porém, nesse momento a defesa se vê impedida de comentar acerca de detalhes dos fatos investigados”.

A defesa informou que está atuando para garantir que a Justiça seja feita a fim de que nenhum direito seja violado. “A verdade prevalecerá, culminando no arquivamento do Inquérito Policial”, disse.

A defesa de Thiago Donda é formada pelo advogado Wellington Vieira Martins — Foto: Arquivo Pessoal

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

criminosos-fingem-ser-advogados-e-roubam-pessoas-com-processos-na-justica-no-litoral-de-sp

G1 Santos

Criminosos fingem ser advogados e roubam pessoas com processos na Justiça no litoral de SP

Um grupo de criminosos se passou por advogados para realizar golpes em cidades da Baixada Santista, no litoral de São Paulo. Segundo apurado pelo g1, os golpistas entraram em contato com clientes de escritórios de advocacia, cobraram honorários e pediram dinheiro para agilizar processos judiciais. Os falsos advogados ainda não foram identificados. Em entrevista à TV Tribuna, emissora afiliada da Globo, o advogado Ângelo Mattos de Salles explicou que, assim […]

today5 de abril de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%