G1 Mundo

Trump vs. Taylor Swift: Como cantora entrou na mira dos apoiadores do ex-presidente americano por causa do SuperBowl

today3 de fevereiro de 2024 4

Fundo
share close

Taylor Swift, uma das cantoras de pop mais conhecidas do mundo atualmente, entrou na mira do ex-presidente americano Donald Trump e seus apoiadores. A “guerra” declarada pelos eleitores e aliados do provável candidato presidencial, de acordo com o jornal “New York Times”, foi causada pela chegada do Kansas City Chiefs ao SuperBowl. Assista ao vídeo acima para entender melhor.

O desafeto do magnata contra a cantora existe há um bom tempo, mas parece ter atingido seu ápice após a classificação do time no qual joga Travis Kelce, namorado de Taylor, para a final da liga americana (eles enfrentam o San Francisco 49ers no próximo dia 11).

Segundo o “NYT”, há diversas teorias da conspiração espalhadas por apoiadores de Trump desde então. Uma das principais delas diz que toda a competição foi combinada para que Taylor pudesse anunciar, durante o SuperBowl, seu apoio à reeleição do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais de 2024.



Jesse Watters, apresentador do canal de notícias Fox News, chegou a sugerir que a cantora poderia ser uma ferramenta psicológica do Departamento de Defesa do governo americano.

Mas como chegamos até aqui?

Taylor já tinha entrado no radar dos republicanos muito antes de começar seu namoro com Kelce, confirmado em dezembro de 2023.

O apoio surpreendeu muita gente, já que a cantora começou sua carreira no country, um gênero historicamente mais ligado ao Partido Republicano.

Em 2020, a rixa se intensificou com força. Insatisfeita com a postura do então presidente na pandemia, ela apoiou a candidatura de Biden. O democrata venceu e Trump se tornou o primeiro presidente em 28 anos a perder a reeleição.

De volta à eleição de 2024

Os alertas soaram novamente em setembro de 2023, quando Taylor pediu a fãs que se registrassem para votar. Nos Estados Unidos, a votação não é obrigatória. A ONG Vote.org afirma que recebeu 35 mil registros em resposta ao pedido.

Depois de confirmar o namoro com Kelce, a cantora intensificou suas aparições em partidas do jogador.

Muita gente, é claro, torceu o nariz. Alguns reclamavam que ela roubava atenção demais dos jogos – mesmo que a cantora apareça por menos de 25 segundos em média nas mais de três horas das transmissões, de acordo com levantamento do “NYT”.

Isso não impediu os trumpistas. Quando o Chiefs venceu o Baltimore Ravens em 28 de janeiro e garantiu sua passagem para o SuperBowl, o maior evento televisivo dos Estados Unidos, a narrativa era clara: a Liga e os democratas tinham se aliado para combinar a presença do time na final, quando Taylor anunciaria seu apoio ao atual presidente e garantiria a reeleição de Biden.

“Apenas uma especulação louca aqui. Vamos ver como envelhece nos próximos oito meses.”

Taylor ainda não anunciou apoio algum – e até o SuperBowl a grande dúvida ainda deve ser mesmo se ela conseguirá sequer comparecer. Afinal, a cantora tem um show marcado no Japão, do outro lado do mundo, um dia antes da partida.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

terremoto-sacode-o-estado-de-oklahoma,-nos-estados-unidos

G1 Mundo

Terremoto sacode o estado de Oklahoma, nos Estados Unidos

Tremor de magnitude 5,1 foi registrado durante a madrugada deste sábado (3). Ponto azul indica onde foi o terremoto em Oklahoma, nos Estados Unidos — Foto: USGS Um terremoto de magnitude 5,1 foi registrado no estado de Oklahoma, nos Estados Unidos, durante a madrugada deste sábado (3). De acordo com o Serviço Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês), o tremor foi registrado a uma profundidade de 6 km. […]

today3 de fevereiro de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%