Gospel Prime

TSE censura vídeo da Brasil Paralelo contra Lula

today14 de outubro de 2022 13

Fundo
share close

A censura no Brasil ganhou um novo episódio, com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) censurando um vídeo da produtora Brasil Paralelo contra o petista Lula.

Um vídeo em que a produtora apresentava fatos verdadeiros sobre escândalos de corrupção envolvendo o Partido dos Trabalhadores foi considerado como causa de “desordem informacional” pelos integrantes da corte.

Foram 4 votos pela censura e 3 contrários, determinando que o Twitter excluísse o vídeo em 24 horas, sob pena de multa de R$ 10 mil, aplicada também à produtora.

Em nota, a Brasil Paralelo diz ser “inacreditável que um vídeo montado com reportagens e fatos de ampla circulação nacional na grande mídia em 2004, 2005 e 2006 seja condenado à censura pelo calor da época eleitoral”.

Segundo a empresa, “o devido processo legal e a liberdade de expressão parecem ter sido abandonadas neste caso.”






Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

em-propaganda-eleitoral,-bolsonaro-pede-perdao-ao-brasil

Gospel Prime

Em propaganda eleitoral, Bolsonaro pede perdão ao Brasil

Nesta quarta-feira (12), um vídeo da campanha política de Jair Bolsonaro (PL) foi lançado contendo em seu roteiro um pedido de perdão ao povo brasileiro, feito pelo presidente. “Se as minhas palavras estão te impedindo de fazer a escolha certa, eu, humildemente, te peço perdão,” diz Bolsonaro. Além do pedido de perdão, Bolsonaro disse que por vezes não escolhe as melhores palavras para se expressar, mas, apesar disso, seu governo […]

today14 de outubro de 2022 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%