G1 Mundo

Ursa que matou três pessoas pode ser abatida e deixará três filhotes órfãos

today29 de abril de 2023 13

Fundo
share close

Depois da morte de três pessoas vítimas do ataque de uma ursa, o presidente da Província de Trento, na Itália, decretou que o animal fosse capturado e abatido. A ursa JJ4, também conhecida como Gaia, tem 17 anos de idade e seus três filhotes de 1 ano e 5 meses ficarão órfãos caso a decisão seja mantida.

No entanto, a decisão foi recebida com revolta por instituições de defesa dos animais. Uma delas, chamada de LAV, apresentou um recurso ao Tribunal Administrativo Regional, que suspendeu o abatimento de JJ4 até o dia 11 de maio, quando se pronunciará oficialmente sobre a questão. O animal está em uma reserva para animais enquanto aguarda a decisão sobre seu destino.

Ela pode ser condenada a pena de morte, prisão perpétua ou a transferência para outro local. Segundo a LAV, a ursa pode ser transferida para uma reserva na Alemanha disposta a acolhê-la.



No dia 5 de abril, o italiano Andrea Papi, de 26 anos, foi atacado e morto por um urso enquanto corria na floresta de Monte Peller, na Província autônoma de Trento, no norte da Itália. Exames genéticos identificaram que o animal responsável pela morte do rapaz foi Gaia. Em 2020, ela já havia atacado outros dois humanos, pai e filho, ambos caçadores.

Após a morte do rapaz, o presidente da Província de Trento, Maurizio Fugatti, decretou que fossem capturados e abatidos não apenas JJ4, mas também dois ursos machos, MJ5 e M62, que ele definiu como “problemáticos”. Gaia foi capturada e seus três filhotes, que estavam com ela no momento, foram libertados.

De acordo com informações da RFI, a família de Andrea Papi, o jovem morto pela ursa, disse que “não quer vingança, e que matar JJ4 não é justiça”. Segundo eles, “a verdadeira responsabilidade é das instituições”.

Os ursos que viriam a ser os pais de Gaia foram encaminhados para a Itália por causa de um projeto financiado pela União Europeia, chamado Life Ursus, criado para aumentar a população de ursos pardos alpinos que estavam quase extintos no país.

Ainda de acordo com informações da RFI, o programa começou em 1999 com a introdução de quatro ursos machos e seis fêmeas nas florestas de Trento. Logo os animais se reproduziram mais do que o esperado e a meta de aumentar a população para 40 ursos foi superada. A estimativa é de que, atualmente, vivam cerca de 120 animais na região.

Dois dos irmãos de Gaia já foram mortos. O primogênito J11, chamado de Bruno, foi vítima de um caçador na Alemanha em junho de 2006, depois de ter roubado mel e caçado ovelhas. A outra irmã de Gaia, JJ3, foi capturada e abatida em 14 de abril de 2008 na Suíça porque confiava demais nos humanos e se aproximava da cidade sem medo. O terceiro irmão, JJ2, desapareceu




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

india-ultrapassa-china-e-agora-e-a-maior-nacao;-saiba-quais-sao-os-dez-paises-mais-populosos-do-mundo

G1 Mundo

Índia ultrapassa China e agora é a maior nação; saiba quais são os dez países mais populosos do mundo

China perdeu o posto de país com maior população desde o começo da contagem da Organização das Nações Unidas, ONU, iniciada em 1950. Brasil está na sétima posição. Imagem de mercado em Mumbai, na Índia, em 17 de março de 2023 — Foto: Rajanish Kakade/AP A Índia está ultrapassando a China em tamanho de população ainda neste mês de abril, de acordo com projeção da Organização das Nações Unidas (ONU). […]

today29 de abril de 2023 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%