G1 Mundo

VÍDEO: Moradores de Kiev ficam retidos no metrô após Rússia lançar mais de 30 mísseis na Ucrânia

today26 de janeiro de 2023 12

Fundo
share close

A Ucrânia afirmou, nesta quinta-feira (26), que as forças russas lançaram mais de 30 mísseis contra vários alvos no país e que seus sistemas de defesa aérea derrubaram 24 drones russos durante a noite.

O porta-voz militar ucraniano, Yuri Ignat, disse à mídia local que, do norte da Rússia, vários caças TU-95 lançaram mísseis na direção da Ucrânia. A mídia relatou explosões em várias regiões.

“Mais de 30 mísseis (…) foram detectados. Os sistemas de defesa aérea estão funcionando”, disse Yuri Ignat.



Anteriormente, a força aérea ucraniana anunciou que, durante a noite, derrubou 24 drones de fabricação iraniana lançados por forças russas do Mar de Azov, no sul do país.

O ataque “foi lançado da costa leste do Mar de Azov. De acordo com informações preliminares, o inimigo usou 24 Shahed (drones). Todos os 24 foram destruídos”, disse a força aérea ucraniana em um comunicado publicado on-line.

População civil de Kiev busca arbigo em estações de trem após bombardeio russo — Foto: Viacheslav Ratynskyi/REUTERS

População civil de Kiev busca arbigo em estações de trem após bombardeio russo — Foto: Viacheslav Ratynskyi/REUTERS

Segundo o prefeito de Kiev, uma pessoa morreu, e duas ficaram feridas na manhã desta quinta-feira no bairro de Golosiivsky, no sul da capital, no âmbito destes ataques.

Por sua vez, a administração militar da cidade afirmou que a morte foi causada pela queda de fragmentos de um míssil derrubado.

Após o ataque e como “medida de precaução”, cortes de energia de “emergência” foram realizados na capital, em sua região e nas regiões de Odessa (sul) e Dnipropetrovsk (centro-leste), disse a operadora privada de eletricidade DTEK.

População civil de Kiev busca arbigo em estações de trem após bombardeio russo — Foto: Viacheslav Ratynskyi/REUTERS

Com os cortes, o objetivo é “evitar danos significativos à infraestrutura elétrica, se os mísseis do inimigo atingirem seu alvo”, disse o grupo no Telegram.

Desde outubro, a Rússia lançou vários ataques aéreos contra a Ucrânia, principalmente contra a infraestrutura de energia. Esses bombardeios danificaram o sistema elétrico ucraniano e forçaram Kiev a fortalecer seus sistemas de defesa aérea com o apoio de seus aliados ocidentais.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

homem-mata-sacristao-com-facao-dentro-de-igreja-no-sul-da-espanha

G1 Mundo

Homem mata sacristão com facão dentro de igreja no sul da Espanha

Os ataques, inéditos no país europeu, ocorreram na noite de quarta-feira (25) em Algeciras, cidade no extremo sul da Espanha. O criminoso foi detido, e o caso é investigado como terrorismo. Segundo o Ministério do Interior: O homem entrou primeiro entrou na igreja de San Isidro e atacou com um facão um sacerdote, que ficou gravemente ferido e segue internado em um hospital da cidade; Na sequência, o criminoso seguiu […]

today26 de janeiro de 2023 11

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%