G1 Santos

Vista das coberturas valorizam apartamento em 25% na Baixada Santista

today25 de agosto de 2022 2

Fundo
share close

Apartamento no pavimento mais alto dos empreendimentos podem custar até R$ 19 milhões

Alexsander Ferraz/A Tribuna

O preço de uma cobertura para apartamentos em andares mais baixos pode ser 25% maior. Em pavimentos próximos ao terraço, a valorização do imóvel pode chegar a até 20%. A estimativa foi dada pelo engenheiro civil e diretor da construtora Engeplus, Roberto Barroso Filho.



Para ele, este aumento é a soma do valor inicial do imóvel com o que a pessoa está disposta a pagar para ter uma vista limpa da cidade, sem ter prédios para atrapalhar a visão.

Mesmo com um preço elevado, o engenheiro civil garante que estes apartamentos são os mais procurados e os primeiros a serem vendidos quando algum empreendimento começa a oferecer seus imóveis.

Contudo, os gastos podem ser excedentes. De acordo com Sthefano Lopes, Diretor Comercial da R3 Real Estate, a cobertura mais cara em Santos custa em torno de R$ 19 milhões.

Ele garante que mesmo com o preço alto, este tipo de apartamento está sendo mais vendido após a pandemia justamente pelas famílias contarem com um espaço externo privativo.

Barroso revela que a prefeitura não limita as construções pela sua altura. Mas é preciso respeitar os recuos entre uma construção e outra para que tenha passagem de ar. Ainda assim, por não haver mais espaços no município, atualmente é difícil construir um grande prédio. “Para isso, é preciso comprar muitos terrenos”, afirma.

O principal limitador de acordo com o diretor da Engeplus são as normas do Comando da Aeronáutica (COMAER), que autoriza a construção de edifícios de até 40 metros na cidade, para existir um cone de aproximação de aeronaves com aeroporto localizado em Guarujá.

Na Baixada Santista, o edifício mais alto está localizado em Praia Grande, as duas torres do Jardim do Mar contam com 150 metros de altura. Em Santos, o Hellbor Offices São Vicente é o empreendimento mais alto, com 144 metros.

Para saber mais sobre o setor, que é tão importante para o desenvolvimento na Baixada Santista, o Grupo Tribuna realizou no dia 4 de julho o Summit da Construção. O evento contou com painéis e palestras apresentados por convidados para levantar a discussão de vários assuntos relacionados à construção civil.

Summit da Construção Civil conteúdo de responsabilidade do anunciante

Newsletter G1 Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sustentabilidade-ganha-forca-em-construcoes-na-baixada-santista

G1 Santos

Sustentabilidade ganha força em construções na Baixada Santista

A sustentabilidade vem cada vez mais forte em diversos âmbitos da nossa sociedade. Ter processos que não prejudiquem o meio ambiente também se tornou prática exigida para as construtoras. Vale ressaltar, que o tema não pode ser atrelado somente durante a entrega do imóvel, e sim durante a construção dos edifícios. Todo este planejamento mais sustentável acaba trazendo maiores custos para as empresas, mas em contrapartida traz benefícios futuros. Na […]

today25 de agosto de 2022 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%